Saturno V #5Mas o Homem jamais chegaria à Lua sem a maior máquina já produzida pela tecnologia, o foguete Saturno V.

b3b79955cfb0f6af6a7ab1c47fb43157O Saturno V foi um foguete movido a combustível líquido e de múltiplos estágios utilizado pelos programas Apollo e Skylab da NASA. O Saturno V também marcou a união das maiores empresas de aviação dos EUA: A Boeing, a McDonnell Douglas e a North American Aviation.

A Boeing construiu o primeiro estágio do Saturno V, a North American o segundo e a McDonnell Douglas o terceiro.

O maior modelo de produção da família de foguetes Saturno (Saturn), o Saturno V foi projetado sob a direção de Wernher von Braun. Em 2007 ele ainda detinha a marca de ser o mais poderoso veículo já lançado. O Saturno V realizou 13 missões durante a sua existência: 12 com o programa Apollo e a colocação em órbita da primeira estação espacial dos EUA, a Skylab, fabricada pela McDonnell Douglas.

Saturno V #4O Saturno V poderia colocar uma carga útil de 120 toneladas na órbita da Terra ou uma carga útil de 45 toneladas perto da lua. Para tal, o enorme foguete de 110 metros de altura era abastecido com 3,6 milhões de litros de propelente. O veículo era tão pesado que quando saiu do edifício de montagem de veículos em Cabo Canaveral, na Flórida, pulverizou o leito da estrada de cascalho especialmente projetado para suportar o seu peso.

Além da Boeing, McDonnell e North American, a North American’s Rocketdyne construiu os cinco motores F-1 do primeiro estágio, o motor J-2 para o segundo e terceiro estágio, o motor de subida do Módulo lunar e o sistema de controle de reação do módulo de comando usado para manobrar a cápsula durante a reentrada. A North American Aviation construiu os módulos de comando e serviço e o subsistema de escape no lançamento.

O primeiro estágio (S-IC) foi construído pela Boeing. Tinha 42 m de altura 10 m de diâmetro. Continha o S-IC cinco motores F-1. Foi o maior foguete produzido nos Estados Unidos, com um peso vazio de 136 toneladas. Quando abastecido pesava 15,8 mil toneladas.

O segundo estágio (S-II) foi construído pela North American Aviation. Propulsado por motores J-2, queimava hidrogênio líquido e oxigênio líquido. Tinha cinco motores num arranjo semelhante ao S-IC e sua missão era acelerar o Saturno V através da atmosfera superior. 97% do seu peso era de combustível. Em vez de ter uma estrutura para separar os dois tanques de combustível, como no S-IC, o S-II utilizava um anteparo comum que consistia em duas folhas de alumínio com uma estrutura de favo de mel feita de fenol, isolada para suportar 70ºC de diferença de temperatura entre os dois tanques.

Saturno V #0O terceiro estágio (S-IVB) foi construído pela Douglas Aircraft Corp. Propulsionado por apenas um motor J-2, usava o mesmo combustível que o S-II. Também usava uma antepara comum para isolar os dois tanques. O S-IVB era usado para a inserção na órbita da Terra e para colocar a nave em voo até a Lua.

Com o fim do financiamento do Programa Apollo, a pedido da NASA, a McDonnell Douglas converteu uma seção S-IVB no Skylab, a primeira estação espacial americana, que foi colocada em órbita em 14 de maio de 1973, marcando a ultima e 13ª missão do Saturno V. Os tanques de combustível interno da seção foram convertidos em alojamentos para três astronautas, com quartos de dormir e áreas de armazenamento de alimentos, água e outros suprimentos.

Três tripulações habitaram o Skylab e realizaram centenas de experimentos solares e de microgravidade. Os últimos astronautas partiram da Skylab em fevereiro de 1974. A estação espacial re-entrou na atmosfera da Terra em 11 de Julho de 1979. Pesando cerca de 100 toneladas, a Skylab orbitou a Terra por mais de 171 dias e forneceu informações valiosas sobre como os humanos são afetadas por longos períodos no espaço, bem como dados sobre cometas, o cosmos e erupções solares.


FONTE: Boeing


NOTA DO EDITOR: Em 2013, preocupada com os atrasos das pesquisas civis sobre a capacidade de colocar naves em órbita, a NASA retirou do museu um motor F-1 e o reformou. O motor foi então acionado e testado numa bancada, provando a qualidade do projeto. O fato é que os engenheiros atuais tiveram de ver e aprender como se faziam motores espaciais. Dados do F-1 então foram repassados as empresas. Curiosamente, após esse evento, as empresas hoje estão conseguindo colocar cargas na órbita da Terra…


Leia mais:

AERONAVES FAMOSAS: Módulo Lunar

Resgate Lunar

Pombos Lunares


Fale comigo: giordani@cavok.com.br


Curta nossa página no FaceBook: facebook.com/cavokbrasil

 

Anúncios

27 COMENTÁRIOS

  1. O pior é que tem gente que fala que eles não chegaram lá. Quase fui pro soco esses dias! aehioaeohaeo

    Meu, se nem a URSS negou, pq é que tem pelego que fala que eles não foram lá?

    • É lamentável esse tipo de pensamento em pleno século XXI. Vivente não acredita nisso, mas lê horóscopo…

      • Tremenda falta de respeito para com aqueles que deram suas vidas nestas aventuras, tudo em prol da ciência.

  2. Esses "desaprendizados" ocorreu também com o fim da biblioteca de Alexandria, restos de pergaminhos encontrados mostram que já na antiguidade já se conheciam muitas fórmulas matemáticas que só seriam novamente "descobertas" muitos séculos mais tarde…

    • Tanto que o conceito de máquina a vapor surgiu na biblioteca de Alexandria, se não em engano 300 AC, coisa que só vimos surgir "ontem" na revolução industrial inglesa.

      É o mesmo que aconteceu com a tec. espacial, engavetaram…

      • Exato Galileu

        Muitas tecnologias no passado foram descobertas, mas o incrivel de tudo isso, é que a descoberta tem que ser feito no devido tempo.

        Heron em seu tempo apresentou o poder do vapor, que por sua vez poderia prover a armada helenica supremacia sobre o mediterraneo, mas por estar muito a frente, acabou não sendo usada.

      • Então!!!…estava vendo uma reportagem a respeito,, aonde mostrava a biblioteca em realidade virtual, era impressionante o tamanho e a quantidade de documentos que possuía, fico imaginando o quanto de conhecimento foi perdido…e parece que nem a maior potência do planeta está livre de burradas…

  3. O que é a Lua ante ao Espaço??

    Não vou ficar alegando que a viagem a Lua foi algo "falso" como alguns fazem, mas em minha opinião assim como de muita gente que conheço, a viagem a Lua é nada comparada a viagem ao espaço!
    Mas, por ter sido conquistada pelo lado "perdedor" da guerra fria, foi devidamente esquecida não somente por motivos politicos mas tambem pelo simples fato de muitos até hj não quererem sair da "onda" do que os livros dizem.

    O mesmo ocorreu a 500 anos atras, onde Portugal literalmente conseguiu todos os grandes feitos das navegações do sec. XV e XVI, mas por não ter "chegado a America" primeiro, ficou em um patamar menor, já que no final do sec. XVI foi "adquirido" pela Espanha devido a morte de seu Rei e não haver herdeiros para o trono que senão seu distante parente, o Rei da Espanha!

    • Como se chega à Lua sem alcançar o espaço??

      Ou o" lado perdedor" enviou cosmonautas para Marte e não estamos sabendo? Este lado perdedor enviou missões tripuladas além do Sistema Solar? Fizeram algo maior que ir a Lua?

      Pioneirismo apenas por pioneirismo de pouco vale…

      Ps: quanto à Portugal, o mesmo vale: apenas esquentaram a cama para as verdadeiras potências europeias. Preferiram Inquisição, tráfico de escravos e burocracia ao invés de modernizar suas instituições. E ainda querem ser lembrados kkkkkkkkkkkk

      • Exatamente por isso chegar ao espaço é muito mais importante! Foi por esses motivos que o pioneirismo de Portugal em primeiro se lançar aos mares abertos e mostrar como fazer, foi deverás muito mais importante e trouxe muito mais resultado do que chegar a America. Não que isso não fosse importante, não, longe disso, mas se estamos falando de aventuras, aventuras tem que ter resultados praticos.

        Nem o lado perdedor ou ganhador enviou a Marte cosmonautas/astronautas, mas creio que vc não sabe o "lado perdedor" foi o pioneiro em:

        Primeiro Objeto artificial em orbita do nosso planeta;
        Primeiro Ser vivo;
        Primeiro Mamifero e Vertebrado;
        Primeira Mulher;
        Primeira missão com mais de uma pessoa;
        Primeira Sonda Espacial (a Venus onde muito sobre a pesquisa e comportamento de gases em situações de elevada pressão e temperatura veio dessa missão);
        Primeiro Laboratorio Espacial;
        Primeira Estacão Espacial;
        Grande parte do Know How da atual estação, veio desse mesmo "lado perdedor"!

        Esse pioneirismo vale muito, pois hoje grande parte de bens industriais e serviços a qual a Russia e outros antigos países da URSS tem, é justamente desse pioneirismo.
        Sem contar que ao conquistar o espaço, a humanidade conseguiu colocar satelites, seja de monitoramento de dados ou comunicação, telescopios, estações e laboratorios espaciais que possibilitaram uma imensa gama de pesquisas sem muitos avanços da area da medicina e biologia, não seriam possiveis.

        Agora sabidão, diz ai, o que ir simplesmente a lua trouxe de beneficios?? Nem esse super foguete serviu de algo, pois para levar comida e suprimento a estação espacial, tem que ser feito por foguetes "do lado perdedor"!

        • Esqueçam esse esquerdopata. Ninguém falou Porcaria nenhuma do programa espacial soviético.
          Quer vir aqui e ficar tumultuando.
          Quando tem matérias sobre as conquistas espaciais soviéticas ninguém fica enchendo o saco falando "mimimi, os americanos ganharam mimimi"
          Ninguém aqui está nessa briga.
          Vai encher o saco em outro lugar.

    • só falou bosta.
      Ninguém aqui fala que a URSS não foi importante. Justamente o que vc quer fazer parecer com os EUA, que ir pra Lua foi "insignificante".
      E depois misturou laranja com maça pra se fazer de entendido.

      • Educação zero neh?? Estranho que em momento algum eu ou qualquer pessoa foi querer desmerecer o que vc disse, sendo certo ou errado.

        E não disse que isso não foi significante, mas sim que o fato da conquista espacial foi ter sido a maior aventura humana ou pelo menos a mais recente. A missão Apolo foi muito mais propaganda do que um negocoi ou uma pesquisa já que depois das missões, ninguem voltou lá mesmo tendo a tecnologia diferentemente do espaço onde a cada dia mais e mais países e agora empresas querem explora-lo.

        Mas, diferente do verdadeiro "Rui Chapeu" que era um As na sinuca (provavelmente vc não saiba!) vc não é um As nem na Interpretação de texto, nem em historia, muito menos em educação e pior ainda na biologia, já que Laranja e Maça ambos são frutos, ou seja, quem falou apenas asneira aqui e perdeu seu chapeu, foi vc!

        • Vc só veio aqui pra desmerecer a ida a lua.
          E encheu de linguiça depois. Como se os americanos tivessem ido a lua e fim. Ponto final, pararam por ai. Só que eles nunca pararam.
          Se toca, eu conheço esse teu tipo esquerdista de carteirinha que fica atrapalhando forums por ai.

  4. Sou fascinado por exploração espacial. Tenho que algum dia a humanidade possa se tornar exploradores.

    Esse foi um marco na humanidade, obrigado pelo artigo, Gio!

  5. primeiro eles tem que derrubar aquela "lei" i diota que impede a exploração comercial do espaço

    • Concordo plenamente. Tinha uma empresa que queria minerar em asteroides, não me lembro o nome.

  6. Quem disse que TOT não existe? '' – von braun, ou você aceita tudo o que o capitalismo pode pagar (maquinario, engenheiros, e as loiras da Califórnia), pra você mostrar e fazer o que sabe, ou vai pra nuremberg ser julgado e condenado a forca por nazismo!!! ''

  7. Alguém aí conseguiu entender o que esse coleguinha aí de cima disse?

    • entendi (eu acho), ele quis dizer que o conhecimento americano de foguetes foi uma "ToT" herdada da alemanha nazista através do programa paper clip, que salvou muitos cientistas alemães de serem condenados a morte nos tribunais de nuremberg, trabalhando pros EUA

      a mesma coisa ocorreu para o lado da união soviética

      • Pode ser isso mesmo que vc traduziu, mas também pode não ser. Eu particularmente não tenho cabeça pra ficar tentando decifrar um texto tão mal escrito, mas de toda forma, obrigado por tentar jogar um pouco de luz nesse buraco negro acima.

  8. Excelente matéria, Giordani! Sou também um grande entusiasta e colecionador, tanto das máquinas dos programas espaciais (de todas as nações) como da sua farta literatura. Porém, quanto mais leio sobre o programa Apollo (e material de leitura é o que não falta), mais dúvidas me atormentam sobre a real execução desta odisséia humana. De todos os argumentos, o mais questionável quanto a esta façanha foram os imensos desafios (tecnológicos, financeiros e humanos ) que precisaram ser resolvidos para proporcionarem este salto quântico, que levou o homem à Lua em menos de 10 anos!! Comparando este esforço hercúleo com os atuais rumos, parece que sofremos um retrocesso gigantesco, voltando a engatinhar em aspectos que já estavam plenamente dominados, como tu bem relatastes com este caso emblemático dos motores F-1. Cada vez mais tenho receio de que a descida na Lua possa ser revelada como a maior mentira da história da humanidade. Como exemplo emblemático, recomendo assistir ao filme "Capricório Um", que trata exatamente de uma farsa ligada a descida do primeiro homem – americano – a Marte, provocada justamente pelos sucessivos estouros do orçamento da NASA para esta hipotética missão.

Comments are closed.