Facebook Twitter Gplus Flickr Pinterest LinkedIn YouTube E-mail RSS
magnify

Embraer

Elbit modernizará aeronaves C-130 da Romênia

Publicado em 24/05/2011 por em Militar

Uma das quatro aeronaves C-130 Hercules da Força Aérea do Romênia. (Foto: Força Aérea da Romênia)

A Elbit Systems recebeu um contrato para modernizar as aeronaves de transporte C-130 Hercules da Força Aérea da Romênia. De acordo com o acordo, as aeronaves C-130 serão equipadas com vários sistemas avançados eletrônicos, incluindo os produzidos pela subsidiária da Elbit Systems, a Elisra Electronic Systems Ltd.

O projeto, que será executado num período de quatro anos, será realizado em cooperacão com empresas locais na Romênia, lideradas pela Romanian Aeronautical Industry.

A Elbit Systems vem operando na Romênia pelos últimos 15 anos e executando projetos de grande escala, especialmente em aviônicos, em cooperação com diversas empresas romenas, incluindo a IAR BRASOV, a Avioane Craiova, a Aerostar e outras.

 

Alitalia pretende ter apenas Embraer em voos regionais a partir de 2012

Um Embraer 170 da Alitalia. (Foto: Fabio Lorenzato / Piti Spotter Club)

A Alitalia pretende utilizar apenas aviões da Embraer na sua frota de jatos regionais, que deve atingir 20 unidades. Atualmente, a companhia tem 16 aeronaves regionais, sendo seis Embraer 170 e dez CRJ 900, da canadense Bombardier. A frota total da companhia soma 152 aeronaves.

O vice-presidente executivo de vendas e atendimento do cliente da Alitalia, Marco Sansavini, destacou que este ano serão recebidas mais cinco aeronaves da Embraer, sendo duas do modelo 190, com 100 lugares, e outras três do modelo 175, com 90 lugares. No ano que vem serão 15 unidades, sendo três 190 e 12 do modelo 175. Com isso, as 16 unidades usadas atualmente serão definitivamente substituídas.

Sansavini ressaltou que os clientes da companhia mostraram preferência pelos aviões da fabricante brasileira. O executivo explicou ainda que as aeronaves da Embraer têm uma autonomia maior que as da Bombardier, o quer permite o uso em voos regionais não apenas dentro da Itália, mas para outros países da Europa.

“Podemos usá-las para voos curtos e longos dentro da Europa”, afirmou Sansavini. A frota atual da companhia é de 151 aeronaves, sendo 115 do tipo “narrow body” (fuselagem estreita) e 20 do tipo “wide body” (fuselagem larga), além dos 16 regionais. Entre os de fuselagem estreita, a companhia espera receber mais cinco Airbus 319 este ano e reconfigurar outros 40 Airbus 320 que já fazem parte da frota.

Entre os de fuselagem larga, a empresa espera receber mais dois Airbus 330 este ano e reconfigurar os Boeing 777 que possui. “Poderíamos ter uma frota maior, mas o problema não é o crescimento, mas o crescimento sustentável, que deve ser controlado”, frisou Sansavini. “Devemos crescer para onde acreditamos que seja sustentável crescer”, acrescentou.

Este ano, além da inauguração do voo direto para o Rio de Janeiro, a companhia pretende inaugurar – também no começo de junho – a ligação entre Roma e Pequim, e de criar, em julho, a oitava frequência semanal entre São Paulo e Roma, um voo à noite, em horário para passageiros que não desejam fazer conexões a partir de Roma.

Atualmente, a Alitalia voa para 28 cidades na Itália, 40 destinos na Europa e 16 cidades em outros continentes. A empresa está desde janeiro de 2009 nas mãos de um grupo de investidores italianos – como o grupo Benetton -, que na época fizeram um aporte de 1,2 bilhão de euros. O principal acionista individual é a Air France-KLM, com 25% de participação. O conselho de administração tem 19 membros, representando os diferentes acionistas.

Sansavini explicou que um terço dos custos da companhia vem da aquisição dos combustíveis. Segundo ele, a empresa utiliza uma série de instrumentos financeiros como hedge contra a volatilidade dos preços, além de transferir uma parte dessa volatilidade para as tarifas e ajustar a malha de acordo com a rentabilidade dos mercados.

Fonte: O Globo, via Plano Brasil

 

RAAF deverá receber seus dois KC-30 (A330 MRTT) em junho

Publicado em 24/05/2011 por em Militar

O primeiro avião de reabastecimento aéreo KC-30 sendo reabastecido em voo por um KC-135 da Força Aérea Francesa. (Foto: Airbus Military)

A Airbus finaliza negociações com o Gabinete de Material de Defesa da Austrália no sentido de entregar até junho os dois primeiros KC-30A (que utiliza a plataforma do A330 MRTT) destinados para a Real Força Aérea Australiana (RAAF). A entrega das aeronaves encontra-se atrasada, entretanto duas outras aeronaves devem ser entregues até o final do ano, ficando a aeronave remanescente para entrega somente em 2012.

Os atrasos se devem ao acidente ocorrido durante uma das missões de certificação da aerovave o que obrigou a empresa a modificar o sistema fly-by-wire do sistema de reabastecimento em voo. O A330 MRTT é dotado de motores General Electric CF6 que tambem foram submetidos a processos de certificação.

Fonte: Flight Global, via Hangar do Vinna

 

Forças Armadas participam de operação conjunta na Amazônia

Uma operação conjunta entre a Marinha, o Exército e a Força Aérea mobiliza, até 3 de junho, aproximadamente 4,5 mil militares em um importante exercício de simulação de guerra na Amazônia. Batizada de Operação Conjunta Amazônia 2011, a iniciativa visa a manter a capacidade operativa das tropas na região, além de prestar apoio às comunidades ribeirinhas, por meio de ações cívico-sociais.

Leia mais no site da operação

Este é o nono exercício desse porte realizado na Região Amazônica desde 2002, com o objetivo de aprimorar o adestramento das três Forças para atuar, de forma coordenada e eficaz, em conflitos convencionais no ambiente de selva.

Segundo o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, General de Exército José Carlos De Nardi, manobras dessa natureza ajudam os militares a desenvolver novos métodos na área de logística e comunicações, bem como sedimentar doutrinas operacionais vitais para o emprego das Forças Armadas.

Este ano, a operação conjunta será desenvolvida em uma área de aproximadamente 800 mil quilômetros quadrados, abrangendo os municípios de Manaus, São Gabriel da Cachoeira, Tefé, Coari, Japurá, Fonte Boa, Jutaí e Yauaretê.

Estima-se que pelo menos 2 mil pessoas serão atendidas nas ações cívico-sociais promovidas, que servirão para fortalecer a presença do Estado e das Forças Armadas na região. Essas ações levarão atendimento médico e odontológico à população de localidades isoladas como Fonte Boa, Japurá e Yauaretê. Serão empregados navios hospitais da Marinha, além de militares dos corpos de saúde do Exército e da FAB, que atuarão utilizando a estrutura de saúde dos municípios envolvidos.

De acordo com o Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, órgão encarregado de planejar o emprego conjunto das Forças, as atividades relacionadas à Operação Amazônia começaram oito meses antes do início do deslocamento das tropas. Esse planejamento envolve o desenho de cenários de guerra e conflitos na Região Amazônica, bem como o emprego eficaz das Forças em forma integrada com outros órgãos federais e estaduais que atuam na região.

Além da operação na Amazônia, o Estado-Maior Conjunto planeja exercícios em outras regiões do país. Estão programadas para acontecer, até dezembro de 2011, operações conjuntas de intensificação da área de fronteira nas regiões Norte, Sul e Centro-Oeste.

Neste ano, as atividades da Operação Amazônia poderão ser acompanhadas a partir de 23 de maio pelo site www.amazonia.defesa.mil.br.

Fonte: Ministério da Defesa

 

Resultado Cavok Foto Quiz 23 – Kaman HH-43 Huskie

O helicóptero de resgate Kaman HH-43 Huskie da U.S. Air Force. (Foto: Bernardo Malfitano / Cavok)

Pessoal, a resposta dessa semana é o helicóptero com rotores contra-rotativos que se cruzam, o Kaman HH-43 Huskie. O helicóptero desenvolvido basicamente para busca e salvamento e combate a incêndios na década de 50, mas posteriormente foi amplamente utilizado na tarefa de busca e salvamento durante a Guerra do Vietnã. O modelo projetado por Charles H. Kaman, efetuou seu primeiro voo em 1947, um pouco após a Segunda Guerra Mundial. O helicóptero Huskie da foto acima (N4069R / 17558 (cn 218)) é o último HH-43 em condições de voo do mundo, pertencente ao Museu Olympic, da cidade de Olympia, no Estado de Washington, onde a foto foi feita pelo nosso colaborador Bernardo Malfitano. Segue abaixo o resultado parcial até o momento, lembrando que quem mais acertar o foto quiz até o final de julho, levará um DVD do documentário “Fighter Pilot: Operation Red Flag”. O segundo lugar também levará um brinde ainda não definido. No caso de empate, será critério de desempate quem errou o foto quiz antes.

20 acertos: Alessandro Bossi e Marcos Henrique
16 acertos: Raphael Brescia
15 acertos: Luciano Baqueiro e Vinicius Modolo
14 acertos: Alberto Ferreira, Berna e Marcelo
10 acertos: Luciano Rodrigues e Wolfpack
9 acertos: Lucas Coxev e Rafael V.
8 acertos: Mauro e César RS
7 acertos: Celso, Gustavo Teixeira e Roberto

Até o próximo final de semana.

 

VÍDEO: Fly-by do caça F-35C durante show aéreo na Base Aérea de Andrews

No último sábado, a Lockheed Martin fez a primeira apresentação pública de seu caça F-35 JSF, quando o modelo do caça embarcado F-35C para U.S. Navy e Marine Corps realizou uma passagem sobre a Base Aérea de Andrews, Maryland, sendo acompanhado em voo por um caça F/A-18D Hornet. O evento chamado de Andrews Joint Services Open House contou com a presença de diversas aeronaves militares dos EUA, e o caça F-35C Lightning II foi um dos destaques das comemorações do Centenário de Aviação Naval dos EUA.

 

IMAGENS E VÍDEO: TAI entrega o primeiro caça F-16 fabricado na Turquia

O primeiro caça TAI F-16D Block 50 entregue para Força Aérea da Turquia.

A Turkish Aerospace Industries (TAI) entregou o primeiro de 30 caças F-16 Falcon Block 50 que serão fabricados na Turquia para a Força Aérea da Turca (THK). Os outros 49 caças F-16s serão entregues até o final de 2012.

O caça F-16D Block 50 entregue pela TAI é o primeiro de 50 que serão fabricados sob licença na Turquia.

O Congresso dos EUA, no dia 15 de outubro de 2006, aprovou o programa de montagem das novas aeronaves que está sendo realizado na unidade da TAI em Ankara, e quanto os motores serão produzidos na fábrica da TUSAS Engine Industries (TEI).

O cockpit dianteiro (acima) e traseiro do novo caça F-16D Blcok 50 fabricado pela TAI na Turquia.

Em 2006, o Subsecretário de Defesa dos EUA também deu a autorização para a aquisição de 30 caças F-16 Block 50+ fabricados pela Lockheed Martin através de uma venda FMS. Dentro dessa proposta de aquisição, a TAI assinou o contrato com a Lockheed Martin na qual a TAI ficaria responsável pela montagem, operações de voo e entrega de 30 unidades de F-16 na unidade da TAI. As atividades de montagem dos caças F-16s começaram no início de 2010.

No total a Turquia está adquirindo 80 caças F-16 (30 dos EUA e 50 fabricados na Turquia).

O custo da aquisição dos 30 caças F-16 Block 50+ dos EUA está avaliado em US$ 1,7 bilhão, de acordo com informações divulgadas pela própria TAI.

 

FAB despede-se do ex-ministro Octávio Júlio Moreira Lima

O editor do Cavok Brasil, Fernando Valduga, juntamente com o ex-Ministro, Tenente Brigadeiro do Ar Octávio Júlio Moreira Lima, em Santiago do Chile. (Foto: Leandro Casella / Cavok)

“Quando singrares a noite escura sob o manto das estrelas…lembra-te, cavaleiro do espaço, que tua missão é construção do futuro. Lembra-te de que és mensageiro de esperança e de amor”. As palavras e ideais românticos nunca abandonaram o Tenente Brigadeiro do Ar Octávio Júlio Moreira Lima, ex-ministro da Aeronáutica (1985-1990), que ficou conhecido também pela devoção de nada menos do que 65 anos de serviço à Força Aérea Brasileira.

“Venho de uma geração de românticos. Com a aviação de transporte, chegávamos para ajudar localidades que a maioria dos brasileiros nunca ouviram falar”, disse em entrevista há dois anos. Neste dia 23 de maio, o amanhecer se fez menos radiante e os ideais perdem parte das palavras com a morte do homem de 84 anos de idade, de fala serena, lembranças vívidas e sorriso simples. “Minha vida foi de entusiasmo e idealismo”, certificava ao relembrar “inúmeras” missões e mais de sete mil horas de voo. Octávio Moreira Lima era casado com Ana Guasque Moreira Lima com quem teve dois filhos.

O homem que chegou ao cargo máximo na instituição para a qual se doou desde 1943 foi influenciado por uma família de militares. O avô era marechal do Exército, o pai, general. Aos 11 anos foi para o Colégio Militar e, desde então, faria da farda a segunda pele. Como aviador, passou a integrar o Correio Aéreo Nacional conduzindo aeronaves como o C-54, o C-47 e o C-118.

Foi piloto também do VC-92 a serviço da Presidência da República. “Foi a aeronave que mais gostei de voar. Me apaixonei”. “A gente chegava em locais desassistidos e éramos cercados pela população inteira. Nunca vou esquecer isso. Sempre soubemos a importância do que fazíamos. Sem dúvida, minha grande realização foi ser piloto de transporte aéreo”.

Mesmo depois de promovido a brigadeiro, continuou voando em aeronaves como o histórico Búfalo, desativado recentemente. “Fazia pouso e decolagens curtas. Era um grande avião”. A paixão pela máquina tinha como pano de fundo a indumentária da missão que carregava, a força da veste, a certeza de que, ainda que no trabalho, estava em família. Mesmo depois de ser nomeado ministro, costumava repetir para seus auxiliares: “um homem sozinho não consegue fazer nada, somente o faz quando cercado de sua equipe motivada”.

A equipe motivada é uma instituição hoje com cerca de 70 mil pessoas, hoje consternada com o falecimento de um homem que deixa legado imensurável de dedicação, gestos e palavras. “(o aviador) Nos céus da tua Pátria reinas com serenidade. Do alto contemplas as riquezas do teu País: seus campos imensos, o verde das florestas, os rios calmos emoldurando as planícies. As serras e montanhas, aos teus olhos, são pequenas silhuetas, e o mar, qual imenso tapete, te serve de espelho. Não voa apenas. Pensa, sente, e te virá a consciência da grandeza da tua profissão: versátil, incomum, brava e bela”. A noite escura, que acompanha o aviador, ganha agora nova estrela. “Tens um pouco das aves em ti. Como pássaros, deves expressar a pureza, a confiança e a humildade”. Missão cumprida, comandante.

Fonte: Agência Força Aérea

Nota do Editor:
Tive a chance de conhecer o Brigadeiro Moreira Lima em 2008, durante a realização da FIDAE, no Chile, quando juntamente com ele saímos para jantar com amigos. Uma pessoa cheio de vida, extremamente simpática e com muitas histórias a contar. Deixo aqui meus sentimentos a todos familiares. Com certeza o ex-Ministro Moreira Lima está voando num céu de brigadeiro.

O corpo está sendo velado no 3º COMAR. Amanhã, dia 24, terça-feira, às 13:30h, no Memorial do Carmo (Caju), será realizada, com a presença do Comandante da Aeronáutica, a cerimônia que antecede o recolhimento do corpo para cremação.

 

Índia deve assinar o contrato do MMRCA até dezembro

Publicado em 23/05/2011 por em Militar

Os finalistas do MMRCA, o Eurofighter (ao fundo) e o Rafale, saberão até dezembro qual dos dois venceu a competição na Índia.

Apesar de muito constestado e discutivo, o programa militar MMRCA de US$ 10,4 bilhões, para compra de 126 aeronaves de combate médio para Força Aérea da Índia, está seguindo a todo vapor para a assinatura do maior acordo de defesa já realizado no próximo mês de dezembro, apesar de reclamações por parte dos EUA.

O objetivo é garantir que as entregas dos 126 caças comecem em dezembro de 2014 para evitar que a Força Aérea da Índia perca muito de sua capacidade operacional que vem se desgastando rapidamente. Fontes ligadas a defesa da Índia indicam que a base do primeiro esquadrão de caças do MMRCA será situado no setor oeste, mais provavelmente em Ambala, até o final de 2015.

As primeiras 18 unidades virão “prontas para voar”a partir do fabricante vencedor – apenas o Eurofighter Typhoon (EADS) e a Rafale (Dassault) permanecem na competição –  finalmente selecionados no mês passado.

Lotes subsequentes dos 108 caças serão fabricados na Índia pela Hindustan Aeronautics (HAL) após transferência de tecnologia, os quais serão progressivamente baseados em outras relevantes localidades, com foco especial na fronteira leste com a China.

Fonte: Times of India – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

 
Tags: , ,

Coreia do Sul e Estados Unidos realizam exercício militar conjunto

Um caça F-16D Fighting Falcon do 80th Fighter Squadron, da U.S. Air Force, baseado em Kunsan, na Coreia do Sul, realiza um voo de combate simulado durante a operação Max Thunder. (Foto: Master Sgt. Jason Wilkerson / U.S. Air Force)

A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram hoje manobras aéreas que incluem práticas em situações reais de combate em partes da península, onde a situação permanece tensa. Cerca de 300 pilotos participam das operações que se estenderão até a próxima sexta-feira, informou a Força Aérea Sul Coreana. durante a realização do exercício anual denominado Max Thunder.

Caças Boeing F-15K Slam Eagle da Força Aérea da República da Coreia, na Base Aérea de Kunsan, Coreia do Sul.

Participam do exercício cerca 60 aviões de guerra, incluindo um esquadrão de caças F-15K sul coreanos, além de caças F-16 e de reconhecimento (AWACS) da U.S. Air Force, atualmente destacados na Base Aérea de Kunsan.

As  missões simuladas consistem em pacotes de combate com quatro ou oito aviões com o objetivo de neutralizar o sistema de defesa aérea “de um inimigo”. As manobras são realizadas na parte sudoeste da península.

 

IMAGENS: Esquadrilha da Fumaça faz apresentação no Uruguai – Parte 3

Hora de retornar para o Brasil, e logo no começo do dia as aeronaves T-27 Tucano são preparadas pelos Anjos da Guarda da Esquadrilha da Fumaça. (Foto: Marcos Alexandre Cruz / Cavok)

No dia 18/05, a Esquadrilha da Fumaça fez uma apresentação única na capital uruguaia Montevidéu, em comemoração ao Bicentenário da Independência do Uruguai. O pessoal do Esquadrão de Demonstração Aérea havia decolado na terça-feira, dia 17 de maio, de Santa Maria, seguindo com oito aeronave T-27 Tucano e um C-95 Bandeirante da Academia da FAB para Montevidéu. Acompanhe agora um pouco dos bastidores da Missão Uruguai, na terceira parte da cobertura feita com exclusividade pelo Cavok Brasil.

Alguns privilegiados jovens conseguem acesso a Base Aérea e aguardam a saída dos pilotos do EDA da sala VIP para tirarem fotos e pedirem autógrafos. (Foto: Marcos Alexandre Cruz / Cavok)

Na quarta-feira, dia da apresentação, o pessoal da Esquadrilha da Fumaça foi convidada para um almoço na Base da Força Aérea Uruguaia de Carrasco, e logo após o pessoal realizou uma visita à embaixada do Brasil, através de um convite feito pelo Embaixador do Brasil no Uruguai, Sr. João Carlos de Souza Gomes, onde o pessoal aproveitou para conhecer a adidância das três forças brasileiras junto a Embaixada.

Presente oferecido pelo comandante do EDA ao Embaixador do Brasil no Uruguai Sr. João Carlos de Souza Gomes. (Foto: Marcos Alexandre Cruz / Cavok)

Durante a noite, a Força Aérea do Uruguai promoveu um coquetel com trocas de presentes,novamente na Força Aérea Uno em Carrasco. O pessoal da Esquadrilha da Fumaça presenteou os amigos uruguaios e também o embaixador com um quadro da Esquadrilha da Fumaça sobrevoando o Rio de Janeiro, uma das belas imagens feitas durante a filmagem de seu novo DVD.

O pessoal da Esquadrilha da Fumaça posa para foto do grupo em Montevideu. (Foto: Marcos Alexandre Cruz / Cavok)

“A passagem da Esquadrilha da Fumaça pelo Uruguai, participando das comemorações do Bicentenário, representando a Força Aérea Brasileira, é para nós motivo de muita honra. A sempre calorosa recepção, característica marcante do povo Uruguaio, e aqui personificada na figura do Comandante da Primeira Brigada Aérea, Coronel Aviador Fumero, faz com que nos sintamos em casa. Este encontro enaltece e confirma os laços de amizade que unem Brasileiros e Uruguaios e se estendem às nossas Forças Aéreas” – comentou o Tenente Coronel Aviador Esteves, Comandante do EDA.

Visita a sala do adido aeronáutico do Brasil. (Foto: Marcos Alexandre Cruz / Cavok)

Já no dia 19 de maio, o pessoal pode fazer um city tour pela capital uruguaia, e a noite jantar num restaurante com show de música e danças típicas do Uruguai, a convite do Adido Aeronáutico, Coronel (Av.) Robson Roger Garcia Tavares de Melo. Normalmente o dia após a apresentação, os Anjos da Guarda aproveitam para deixar todas aeronaves prontas para o voo de retorno, testando e revisando todos equipamentos.

O C-95 Bandeirante antes do embarque para o retorno ao Brasil. (Foto: Marcos Alexandre Cruz / Cavok)

O retorno estava marcada para sexta-feira, dia 20, quando logo no início da manhã toda equipe estava ronta no Aeroporto Internacional de Carrasco. A chegada na Base Aérea de Santa Maria foi próximo ao meio-dia, onde foi realizado os trâmites alfandegários. O pessoal da Esquadrilha da Fumaça almoçou rapidamente na base, e em seguida partiu para Passo Fundo, onde pernoitaram para a apresentação em Tapejara, prevista para o sábado, dia 21.

Nota do Editor: O site Cavok Brasil gostaria de agradecer o imenso apoio e atenção com nosso colaborador, em especial ao Major Caldas da Esquadrilha da Fumaça, pelo convite para participar dessa importante missão, e ao Adido Militar Aeronáutico do Brasil no Uruguai, Coronel (Av.) Robson Roger Garcia Tavares de Melo, que se preocupou com toda movimentação, translados e jantar com o pessoal durante o período no Uruguai. E um outro agradecimento ao amigo e fotógrafo Marcos Alexandre Cruz pela parceria e cobertura de toda missão. Fumaça…Já!

 

Aviação Virtual

Virtual Marco Ferreira
Aumentando a “realidade” do seu simulador com o A-29 Super Tucano e o Track IR
Saiba como ter o addon do Super Tucano no seu FSX e conheça o dispositivo Track IR para aumentar a realidade de seu voo virtual.

Histórias da Aviação Comercial

Virtual Marcelo Magalhães
Um Boeing 707 voando há mais de 50 anos
Conheça a trajetória de mais de 50 anos de operação de um Boeing 707-138B que atualmente está voando na África.

Asas Antárticas

Virtual Oswaldo Claro
Sempre alerta
Vocês sabiam que a FAB mantém equipamento e pessoal em alerta 24 horas em TODOS os seus esquadrões? Saiba mais aqui.

Notice: Undefined offset: 0 in /home/content/05/8942405/html/blog/wp-content/themes/ifeaturepro/core/actions/twitterbar-actions.php on line 90

No tweets to display