F 16 USAF acidente - USAF não vê problemas de segurança generalizados com os F-16, apesar dos recentes acidentesOficiais da Força Aérea dos EUA que supervisionam o programa F-16 Fighting Falcon dizem que não viram dados que indiquem problemas emergentes de segurança com o avião de combate, embora mais de uma dúzia tenha caído desde 2014.

O Escritório do Programa para o Sistema de Armas F-16 mantém um programa robusto e proativo de segurança do sistema, executado de acordo com as orientações da Força Aérea dos Estados Unidos e em conjunto com o Centro de Segurança da Força Aérea“, disse o Escritório num comunicado.

Recentemente, um F-16 caiu perto de da base aérea de Holloman, no Novo México, EUA, durante um voo de treinamento. O piloto conseguiu se ejetar, sobrevivendo a queda e passa bem.

Outros incidentes nos últimos três anos incluem:

  • 8 de outubro: Um F-16 da USAF caiu perto da base aérea de Spangdahlem na Alemanha, durante um voo de treinamento. O piloto sobreviveu, ejetando em segurança.
  • 16 de maio : Um F-16 da USAF atribuído a Guarda Aérea Nacional de Dakota do Sul caiu na Califórnia durante o treinamento. O piloto sobreviveu, ejetando em segurança.
  • 4 de abril de 2018: O piloto Thunderbird, Major Stephen Del Bagno, morreu na queda do seu F-16 em Nevada, EUA.
  • 5 de abril de 2017 : Um F-16 da USAF atribuído a Guarda Nacional de Washington, caiu. O piloto sobreviveu, ejetando em segurança.
  • 23 de junho de 2017 : Um F-16 dos Thunderbirds capotou após pousar em Ohio. O piloto sofreu várias lesões.
  • 7 de junho de 2016 : Dois F-16 da USAF e atribuídos a Guarda Nacional Aérea da Carolina do Sul colidiram no ar durante treinamento noturno. Os dois pilotos ejetaram.
  • 2 de junho de 2016 : Um F-16 dos Thunderbirds caiu em Colorado Springs, Colorado. O piloto sobreviveu, ejetando em segurança.

Um total de 338 F-16 foram perdidos de 1975 a 2019. Em comparação, apenas 126 F-15 foram destruídos durante o mesmo período. O ano fiscal de 2014 parece ter sido bom, pois nenhum F-16 foi destruído, de acordo com dados do Centro de Segurança da Força Aérea até o ano fiscal de 2019. Nesse período, seis pilotos morreram devido a contratempos do F-16.

Seis jatos foram destruídos em 2015, cinco em 2016, dois em 2017 e 2018 e um em 2019. Pelo menos dois F-16 foram danificados a ponto do reparo ser financeiramente inviável a cada ano, entre 1979 e 2013.

A Força Aérea dos EUA vem implementando um agressivo programa para instalação do sistema automático de prevenção de colisões contra o solo no F-16 (Automatic Ground Collision Avoidance System – AGCAS). A USAF planeja começar a instalar o sistema de prevenção de colisões nas aeronaves mais antigas a partir de 2020. O sistema já é parte orgânica nas versões mais recentes do F-16.

O AGCAS salvou oito aeronaves e nove vidas“, disse o escritório do programa.


Com informações de Air Force Magazine

Anúncios