O Boeing F/A-18E Super Hornet, número de cauda 168914 e pertencente ao esquadrão de ataque VFA-87, lançou dois mísseis que resultaram no abate do caça-bombardeiro Su-22 da Força Aérea da Síria no dia 18 de junho.

De acordo com a CNN, o piloto disparou um AIM-9 com orientação por infra-vermelho, mas o míssil teria sido despistado por contra-medidas (flares) lançadas pelo Su-22. O aviador naval teria selecionado um míssil mudou para AIM-120, com orientação por radar ativo, que atingiu o caça-bombardeiro da Era soviética.

A Marinha dos EUA revelou que um par de Super Hornets estava voando perto da cidade de Ja’Din, ao sul de Tabqah, na Síria, conforme o CAVOK já havia analisado, quando viram o Su-22 sírio aproximando-se. Os pilotos puderam visualizar que o jato estava com armas nos cabides das asas. Os Super Hornets logo intervieram, realizando uma manobra próxima ao jato sírio e disparos de canhão para tentar fazer o jato sírio sair da área.

No entanto, o piloto do Su-22 ignorou e entrou num mergulho, lançando as bombas. Neste momento o avião foi declarado hostil e os caças entraram no modo de combate total.

A menos de 800 metros o Super Hornet 168914 lançou um AIM-9 Sidewinder (o texto não informa o modelo – NE), mas o Fitter enganou o míssil fazendo uso de iscas de calor, porém as mesmas não puderam ser usadas contra um AIM-120 que acertou o avião, derrubando-o.


FONTE: CNN


NOTA DO EDITOR: Um AIM-9X ser ludibriado por flares? Infelizmente a CNN não identificou o modelo do Sidewinder, mas se for um 9X, terá sido então um gol contra…

Anúncios

18 COMENTÁRIOS

  1. eoahoiehoieahioaehaoeioaeheaoiheaoheioa

    Saiu mais caro os dois mísseis que esse Su-22.

      • O maior mico em termos de custo benefício foi o uso de um Patriot de 3,4 milhoes de dólares contra um drone de 200 dólares daqueles com 4 hélices.
        . https://www.extremetech.com/extreme/246034-us-all
        .
        Pior ainda foram os dois Patriot e um outro míssil lançados em Israel contra um IAI Searcher oriundo da Síria, fornecido pela Rússia.
        "Moscow has made several attempts to buy more advanced UAVs from Israel, but its efforts have been blocked by Washington. The incursion of an Israeli-made UAV into Israeli airspace from inside Syria on 17 July 2016 – believed to have been a Russian-operated Searcher 2 – has provided the US authorities with another reason to block future sales of such equipment to Moscow.

        Two Raytheon Patriot surface-to-air missiles were launched at the UAV immediately after it was detected, but both missed their target. A third attempt to shoot it down, this time using an air-to-air missile, also failed.

        Tel Aviv has attempted to overturn US opposition to further UAV sales following its improved relations with Moscow, but Washington argues that the war in Syria could result in advanced technologies falling into the hands of so-called Islamic State militants.

        IAI says it is "not commenting on contracts and customers".

  2. Se foi um -X foi falhação mesmo, ainda mais lançado a menos de 1000 metros.

    []'s

  3. Entrar na Síria sem autorização do governo Sírio e da ONU é uma agressão, crime e invasão. Depois abrem a boca para falar das leis internacionais e do direitos humanos.

    • Interessante tambem é o uso indevido do termo difundido na mídia em geral de "regime pró-Assad" para as Forças Armadas do país.
      Assad é o Pres. do país portanto nada mais natural que a Força Aérea(SyAAF) seja pró Assad enquanto ele for o Pres.
      Seria a mesma coisa que chamar a US Navy no episódio "pró-Trump".

  4. E isso realmente tem muito a ver com o ocorrido, certo? De qualquer maneira, agressão crime e invasão para uns, é defesa para outros.

  5. Caraca!!! Mísseis falham, simples assim. Isto daí já deveriam ter aprendido a lição no Vietnã. Mas parece que ainda tem gente que não leva isto a sério, vide o F-35B, que não possui canhão orgânico. Sim, eu sei que o abate foi com um míssil, mas se o míssil que se diziam infalível falhou, é porque não é tão infalível assim, podendo levar o combate ao olho no olho.

  6. Ta bom.
    Quer dizer que os dois SH se aproximaram do Su-22 e fizeram disparos de canhão para alertar e desencorajar o piloto Sírio, e mesmo assim o cara ainda mergulhou e lançou suas bombas.
    Conta outra para ver se eu acredito pois esta não deu para engolir não.
    É claro que diante de dois adversários muito superiores que já demonstraram sua intensão hostil ao disparar seus canhões, o piloto do Su-22 não prosseguiria com o ataque.

  7. Interessante , mas pouco provavel , abateram o pato e fim de papo , estao tentando justificativas , assuma logo que nao permitirao que nenhum aviao que nao seja o da coligaçao ,voe as terras Curdas e pronto !

Comments are closed.