Boeing 767-375ER convertido em cargueiro da Atlas Air, operado pela Prime Air (Amazon). (Foto: Getty Images)

Um Boeing 767-375ER cargueiro (msn 25865) caiu hoje (23/02) enquanto viajava de Miami, Flórida para Houston, Texas. A aeronave da Atlas Air com o prefixo N1217A era operada em nome da marca Amazon Air (que geralmente tem o nome “Prime Air”).

Três pessoas estavam a bordo do jato Boeing 767, que viajava de Miami para Houston e caiu no momento da aproximação. Não há sobreviventes.

A Amazon contrata três companhias aéreas de carga para operar esses voos (ABX, Air Transport International e Atlas Air) e, no total, tem 40 Boeings 767 voando para eles.

O avião em questão tinha quase 27 anos e, ao longo de sua vida, operou para a Canadian Airlines, a China Southern, a LAN e muito mais. Até 2014, operava como jato de passageiros e, nesse momento, foi convertido para operações de carga.

A FAA informou que emitiu uma notificação de alerta para o voo depois de perder o contato com o avião quando estava a 48 km a sudeste do aeroporto internacional de Houston. Os investigadores da FAA viajaram para o local do acidente.

Destroços do Boeing 767 visto do ar.

No momento em que desapareceu da comunicação com a FAA, o voo havia descido para cerca de 2.100 m e estava voando a 450 km/h, de acordo com o site FlightRadar24.

A Boeing emitiu uma declaração: “A Boeing está profundamente entristecida ao saber do acidente que envolveu um avião de carga 767 da Atlas Air que caiu em Trinity Bay, perto de Anahuac, Texas, pouco antes das 12:45 p.m. horário local de sábado.” 

Autoridades locais chegaram ao local e encontraram os destroços em uma área local do lago conhecida como “Jacks Corner”. Eles confirmaram que não houveram sobreviventes e os corpos foram recuperados.

É desconhecido neste momento o que causou o acidente, a FAA confirmou que estava liderando a investigação.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.