Primeiro protótipo de espaçonave em tamanho real da SpaceX sofreu uma explosão durante um teste de pressão.

A nave Starship Mk1, de aço inoxidável, sofreu uma anomalia durante um teste de pressão criogênica na quarta-feira (20) nas instalações da SpaceX, no sul do Texas. A campanha de teste do Mk1 começou no dia 19 de novembro, quando o veículo foi pressurizado pela primeira vez.

Mas houve uma anomalia durante o teste do dia 20 e o veículo explodiu.

A SpaceX agora se concentrará no desenvolvimento de protótipos mais avançados, em vez de reparar e testar novamente o Mk1, sugeriu o fundador da empresa e CEO Elon Musk via Twitter.

Os representantes da SpaceX reforçaram essa noção em um comunicado por e-mail na quarta-feira à noite.

O objetivo do teste de hoje era pressurizar os sistemas ao máximo, para que o resultado não fosse completamente inesperado. Não houve feridos, nem isso é um sério revés“.

O Mk1 serviu como um desbravador de fabricação valioso, mas o design do voo é bem diferente. Já havia sido tomada a decisão de não voar neste protótipo de teste e a equipe está focada nas versões do Mk3, projetadas para órbita“.

O foguete de 50 metros de altura foi apresentado no final de setembro.

A arquitetura consiste na nave espacial (também conhecida como Starship) e um foguete gigante chamado Super Heavy, que serão rapidamente e repetidamente reutilizáveis. O Super Heavy lançará a nave Starship, e depois voltará para um pouso vertical, como já fazem os primeiros estágios dos foguetes Falcon 9 e Falcon Heavy da SpaceX.

A nave estelar, que Musk disse que será capaz de transportar cerca de 100 passageiros, seguirá para a lua, Marte ou qualquer outro local desejado. Marte certamente está no topo da lista de destinos; A SpaceX desenvolve essa arquitetura, em suas várias iterações, há anos, sempre com o objetivo final de ajudar a humanidade a colonizar o Planeta Vermelho.

A Starship Mk2 já está em construção nas instalações da companhia na Flórida. Como o Mk1, o Mk2 ostenta três dos motores Raptor da próxima geração da SpaceX. A última nave estelar será equipada com seis Raptors, disse Musk. Enquanto isso, o Super Heavy terá slots para 37 desses motores.

Durante sua atualização de design em setembro, Musk disse que o Mk1 faria voos de teste sem tripulação a uma altitude de 20.000 metros antes do final de 2019. Mas isso aparentemente não está mais nos planos.


Com informações de space.com

Anúncios

1 COMENTÁRIO