A aeronave Tupolev Tu-134 da companhia aérea russa RusAir, similar a que caiu nessa segunda-feira, dia 20 de junho, na cidade de Petrozavodsk.

Uma aeronave Tupolev Tu-134, prefixo RA-65691, realizando o voo 7R-243, que viajava de Moscou à cidade de Petrozavodsk, no norte da Rússia, partiu-se ao meio e pegou fogo durante uma aterrissagem de emergência sobre uma autoestrada, matando mais de 40 pessoas. A aeronave acidentada pertencia a companhia aérea russa RusAir.

Ela havia decolado do Aeroporto de Domodedovo em Moscou com 52 pessoas a bordo, incluindo 9 tripulantes, às 22:30 dessa segunda-feira, horário local, e deveria pousar em Petrozavodsk às 00:04. Ao menos 44 pessoas morreram e dentre essas 8 eram crianças, informou um porta-voz do ministério russo de Emergências.

A queda ocorreu numa estrada a cerca de 1 km do aeroporto de Petrozavodsk, na República da Carélia.

O Ministério de Emergências disse que no momento a causa do acidente pode ter sido qualquer coisa, desde um erro do piloto até uma falha mecânica, ou possivelmente um forte nevoeiro. Uma investigação completa já foi iniciada, e as caixas-pretas já foram recuperadas.

O ministério de Emergências disse ainda que equipes de bombeiroscontiveram as chamas e trabalham no resgate.

O Tupolev Tu-134 é um jato bimotor comercial projetado no começo da década de 60 na União Soviética. O modelo está em operação em mais de 40 países, mas a maior frota de Tu-134s ainda está em serviço na Rússia.

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Tenho uma perguntinha para os especialistas.
    Qual a razão daquele bico envidraçado que aparecem em vários modelos de aeronaves fabricados na antiga URSS?
    Alguem pode matar a minha curiosodade?
    Grato

  2. JF, o bico envidraçado é justamente para melhorar a visibilidade nas aproximações de pouso em pistas com pouca estrutura ou em situações de baixa visibilidade – como a do acidente…

    Ih é, realmente o avião era terceirizado!!! [FALA TON I!!!!!!!!!]

Comments are closed.