A aeronave U-28A (PC-12) usada pelo Comando de Operações Especiais da USAF.

Três aviadores designados no 318º Esquadrão de Operações Especiais da Força Aérea dos EUA morreram depois que a aeronave U-28A em que estavam caiu durante uma saída de treinamento, anunciaram autoridades nesta quarta-feira.

“O acidente aconteceu às 18:50hs de terça-feira, cerca de um quarto de milha a leste do Aeroporto Municipal de Clovis, no Novo México. Os primeiros socorristas locais chegaram ao local e apagaram um incêndio que começou como resultado da queda”, disse o porta-voz da Base Aérea de Cannon, capitão Brandon Baccam, durante uma coletiva de imprensa na quarta-feira de manhã.

“Estamos profundamente entristecidos por essa perda dentro da nossa família do Comando Aéreo”, disse o coronel Ben Maitre, comandante da 27ª Ala de Operações Especiais da Base Aérea de Cannon, no Novo México, em um comunicado. “Nossa simpatia é com os entes queridos e amigos afetados por esta tragédia, e nossa equipe está focada em apoiá-los durante este momento difícil.”

Os nomes dos aviadores não foram divulgados, até que as suas famílias sejam notificadas.

Baccam disse que a base cessou todas as operações de voo na terça-feira à noite e os retomou na quarta-feira de manhã para todas aeronaves, exceto para os aviões 318º Esquadrão de Operações Especiais.

As missões de treinamento nos aviões U-28 envolvem várias tarefas, desde cenários táticos até treinamento de proficiência de pilotos, e o Aeroporto Municipal de Clovis faz parte desse treinamento, disse ele.

Segundo a estação KOB da NBC, o diretor do aeroporto disse que o avião estava realizando manobras “touch-and-go” – uma manobra de prática onde a aeronave toca a pista, mas não chega a uma parada completa e decola novamente. A Força Aérea dos EUA não confirmou exatamente o que os aviadores estavam praticando.

A causa do acidente está sob investigação. Os oficiais da Força Aérea não divulgaram imediatamente qualquer informação adicional.

O 318º Esquadrão de Operações Especiais foi ativado em 2008 junto ao Comando de Operações Especiais da Força Aérea dos EUA para fornecer “mobilidade no campo de batalha para nossas forças de operações especiais”, de acordo com a então Col. Timothy Leahy, ex-comandante da ala. A unidade é encarregada de “voar uma variedade de aeronaves leves e médias conhecido como Non-Standard Aviation“, de acordo com um comunicado de serviço. O esquadrão opera aeronaves Pilatus PC-12 – designadas como U-28A na Força Aérea dos EUA – para as missões intra-teatro de transporte aéreo.

Uma aeronave U-28A na Base Aérea de Cannon.

O U-28A fornece uma capacidade de aeronaves de asa fixa para melhorar a inteligência aérea tática, vigilância e reconhecimento de modo permanente sob chamada em apoio às forças de operações especiais, de acordo com uma ficha de informação da Força Aérea.

A aeronave é operada pelos esquadrões de operações especiais 318º, 319º e 34º, enquanto o treinamento é conduzido pelos esquadrões 5º e 19º. As unidades estão localizadas em Hurlburt Field, Flórida, e na Base Aérea de Cannon.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.