Aeronave An-12 da Força Aérea do Sudão, em foto meramente ilustrativa.

Cinco minutos após a decolagem, um Antonov An-12A da Força Aérea do Sudão caiu em Darfur, oeste do Sudão, no dia 2 de janeiro de 2020.

O avião militar estava prestes a realizar um voo do aeroporto de Geneina (EGN) para o aeroporto internacional de Cartum (KRT) com 18 pessoas a bordo, incluindo quatro crianças, que morreram no acidente. A equipe do An-12A tinha acabado de fornecer ajuda humanitária aos moradores de El Geneina, uma cidade afetada pela violência étnica.

“Todos os seus ocupantes, sete tripulantes, três juízes e oito civis, incluindo quatro crianças, morreram”, disse o porta-voz militar Amer Mohammed Al-Hassan no comunicado. Uma investigação está em andamento para determinar as causas do acidente.

A Força Aérea do Sudão (SAF) pilota uma mistura de aeronaves fabricadas na China e na Rússia (sendo seis An-12) que são freqüentemente afetadas por contratempos, principalmente devido a problemas técnicos. Em abril de 2016, um Antonov 26 da Força Aérea do Sudão caiu durante uma tentativa de pouso no Aeroporto El Obeid, matando todos os cinco tripulantes.

Em 3 de outubro de 2018, o Aeroporto Internacional de Cartum, o principal aeroporto da capital sudanesa, foi temporariamente fechado depois que dois aviões militares da Força Aérea do Sudão colidiram na pista. Nenhuma fatalidade foi relatada.

Anúncios