A aeronave MiG-21UB Lancer (B-9526) da Força Aérea da Romênia que caiu nesse domingo na Romênia durante uma missão de treinamento.

O Ministério da Defesa da Romênia informou num comunicado nessa segunda-feira que um caça MiG-21 lancer caiu durante um exercício de treinamento, próximo a cidade de Campia Turzii, na Transilvânia, matando ambos os experientes tripulantes, que estavam realizando um voo de reconhecimento da região antes de realizar um voo de instrução.

O ministério identificou uma das vítimas como sendo Laurentiu Chirita, um dos pilotos mais experientes da Força Aérea da Romênia e que havia participado de missões internacionais, na Suécia, Itália e nos EUA. Em 2007 ele liderou uma missão romena no báltico e foi agraciado com uma medalha da Força Aérea da Lituânia. O outro piloto era Sorin Avram, que tinha cerca de 1.300 horas de voo, das quais 900 era na aeronave de caça MiG-21.

Nos últimos 20 anos, um total de 17 aeronaves de caça MiG foram destruídas em acidentes na Romênia, disse Marius Iacob, Procurador Chefe da Romênia.

O Ministro da Defesa Gabriel Oprea desejava substituir seus antigos caças MiG-21 Lancers por caças F-16 de segunda-mão, mas autoridades romenas disseram que a recessão sentida no início desse ano impossibilitou que a Romênia adquirisse essas aeronaves.

A Romênia está participando de um exercício militar conjunto, o Golden Lance), com os EUA, que enviaram para a Base Aérea de Campia Turzii seus caças F-15C baseados na Inglaterra.

SEM COMENTÁRIOS