Dassault Mirage IIIEP em foto de arquivo.

Uma aeronave Dassault Mirage III da Força Aérea do Paquistão caiu perto de Shorkot durante uma missão de treinamento de rotina, informou a mídia local.

O acidente com o jato de combate Mirage ocorreu durante um voo de treinamento perto da cidade de Shorkot, província de Punjab, de acordo com o site de notícias do Paquistão Arynews.

A Força Aérea Pquistanesa formou um comitê para investigar as causas do acidente.

Segundo relatos, não há vítimas ou danos como resultado do acidente.

Em janeiro, dois pilotos da força aérea paquistanesa morreram em um acidente com um jato FT-7 durante um voo de treinamento no distrito de Mianwali, onde a Base Aérea de M.M. Alam está localizada.

Nas últimas cinco décadas, o Paquistão adquiriu quase 150 caças Mirage III/V. A PAF também já havia comprado jatos Mirage III aposentados da Austrália.

Apesar da introdução do JF-17, a PAF suspendeu a retirada do Mirage devido à ausência de melhores alternativas.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Conforme o "Indian Maverick" acima, "ambos" os pilotos estão bem — daí, somos levados a crer que era um Mirage IIID, biplace, esse espatifado.

    Uma década atrás, a Índia solicitou comprar Mirages 2000 usados, mas a França criou empecilhos, como dificuldades para descomissionar equipamento e tal, e ofereceu o Rafale. Daí, a Índia ficou sem o 2000 e sem o Ráfaga. Hoje, são outros tempos, para a Índia.

    O Paquistão não teria dinheiro para qualquer um 2000C, muito menos para o 2000-5 Mk.2 anos atrás e hoje, assim como o Marrocos não teve para um 2000C S4 em 1988/1989.

    Rafale, nem pensar/nem se a China pagasse, pois há componentes americanos/e a França também não quer ceder nenhuma tecnologia sua, de graca, para cópia da… China — e, sabemos, o sino-apadrinhamento ao Paquistão é evidente.