progress-m-07m-1Nave espacial não tripulada não conseguiu atracar na Estação Espacial Internacional. Veículo acabou reentrando na atmosfera.

O lançamento, na manhã do dia 1.º, de uma espaçonave russa para a Estação Espacial Internacional não deu certo. A nave não conseguiu alcançar a órbita da Estação Espacial. Uma falha no terceiro estágio pode ter contribuído para a queda do veículo. A nave voltou a entrar na atmosfera da Terra e se separou sobre o sul da Sibéria, na Rússia.

A nave Progress MS-04 decolou às 9:51 horário local (14:51 UTC). A NASA TV informou que a queima do primeiro e segundo estágio eram normais, sem problemas relatados. Pelo Twitter, a agência espacial russa Roscosmos disse que a carenagem protetora da Progress havia se separado com sucesso e a queima do terceiro estágio do foguete estava em andamento.

soyuz_progress-ms-04Pouco tempo depois, os controladores de voo russos receberam uma telemetria “ruim”, de acordo com o comentarista da TV da NASA, Rob Navias. Um tweet subseqüente de Roscosmos disse que o contato com o veículo foi perdido aos 383 segundos do voo.

Em circunstâncias normais, o terceiro estágio teria queimado até quase 9 minutos após a decolagem. Em vez disso, a queima insuficiente parece ter enviado a nave de carga de volta à atmosfera da Terra.

Nas mídias sociais, as explosões foram relatadas sobre a República de Tuva, localizada em uma das regiões mais ao sul da Rússia, cerca de 2.000 quilômetros a leste do local de lançamento em Baikonur, no Cazaquistão. A Roscosmos relatou mais tarde que o veículo se separou em uma altitude de aproximadamente 190 km, sobre uma região montanhosa remota. Nenhum ferido foi relatado devido à queda de detritos.

A Progress deveria chegar à estação no sábado para um acoplamento com o módulo Zvezda. A espaçonave estava transportando 2,5 toneladas de alimentos, combustível e suprimentos.

Em um comunicado, a NASA disse que os consumíveis a bordo da ISS estavam abastecidos em bons níveis. Uma nave de carga japonesa está programada para decolar em direção a Estação no próximo dia 9 de dezembro.


FONTE: Planetary Society

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Lembrando que o procedimento desse cargo ship é muito parecido com o da soyuz, alias o cargo é uma soyuz adaptada.

    • … Mas dá proporcionalmente mais defeitos. As Progress são melhoradas para levar mais carga, sao somente uma modernização da Soyuz 100% russa – as Soyuz eram soviéticas – mas suas perdas são complicadas.

Comments are closed.