A réplica do Bugatti 100P que caiu no sábado dia 6 de julho, matando o piloto Scott Wilson.
A réplica do Bugatti 100P que caiu no sábado dia 6 de julho, matando o piloto Scott Wilson.

No início da manhã de sábado (06), durante a tentativa de realizar o terceiro voo de teste, um acidente com a única réplica da aeronave Bugatti 100P acabou causando a morte do piloto Scotty Wilson, idealizador do projeto para recolocar em voo o modelo de aeronave criada por Ettore Bugatti.

A aeronave decolou com segurança pouco antes das 08:20, hora local, do sábado de manhã, mas menos de um minuto mais tarde, a aeronave virou repentinamente para esquerda e caiu de nariz num campo ao norte do Aeródromo Clinton-Sherman, em Burns Flat, Oklahoma.

A aeronave Bugatti 100P original, projetada em 1939 por Ettore Bugatti. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
A aeronave Bugatti 100P original, projetada em 1939 por Ettore Bugatti. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

A aeronave fabricada quase totalmente de madeira, pegou fogo em poucos segundos. As equipes de resgate chegaram rapidamente ao local com um helicóptero, mas o piloto não conseguiu resistir ao impacto da pequena aeronave no solo.

A aeronave original do Bugatti 100P esyá exposta no Museu da EAA em Oshkosh. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)
A aeronave original do Bugatti 100P esyá exposta no Museu da EAA em Oshkosh. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

A réplica do Bugatti 100P levou 7 anos para ser planejada e fabricada em Tulsa, Oklahoma, com seu idealizador Scott Wilson tendo buscado aconselhamento especializado e financiamento em vários países. A aeronave original, projetada em 1939, antes da Segunda Guerra Mundial, nunca chegou a voar, foi restaurada e atualmente encontra-se exposta no Museu da EAA em Oshkosh, Wisconsin.

Scott Wilson tinha 11.000 horas, e era certificado em 12 tipos diferentes de aviões, sendo que o voo de teste do Bugatti seria o último no tipo do avião. Wilson e sua equipe pretendiam colocar a aeronave em exposição permanente em um museu na Inglaterra.

Equipes de investigadores da FAA (Federal Aviation Administration) e da NTSB (National Transportation Safety Board) chegaram ao local no sábado à tarde para começar a investigação sobre o acidente.

1 COMENTÁRIO

  1. Bela aeronave. Fazer voar essa preciosidade e o fim a que se destinava, merecem aplausos. Entristece o fato da perda de uma vida, de um empreendedor.

Comments are closed.