Aeronave de treinamento T-6 Texan II da USAF.

Um turboélice de treinamento Beechcraft T-6 Texan II da USAF, da Base Aérea de Sheppard, no Texas, caiu pouco antes das 14h00 no dia 1º de maio, a sudoeste de Hastings, Oklahoma.

Os dois tripulantes conseguiram ejetar com segurança e foram trazidos para base. A aeronave estava realizando uma missão de treinamento de instrução no momento do acidente.

Equipes de emergência foram destacadas para o local e uma investigação está em andamento.

Em setembro, os líderes da USAF pediram uma “breve pausa” após um acidente envolvendo um T-6 da Base Conjunta San Antonio-Randolph, no Texas. O treinador caiu a cerca de 30 quilômetros da base, no dia 18 de setembro. A tripulação ejetou com segurança e sofreu ferimentos leves, disseram autoridades na época. A pausa terminou alguns dias depois.

No ano passado, a Força Aérea dos EUA ordenou uma pausa operacional para a frota do T-6 depois que os pilotos sofreram uma série de episódios fisiológicos inexplicáveis, ou UPEs.

Como resultado, o comando de treinamento ordenou uma pausa operacional indefinida para todas as aeronaves T-6 na Base Aérea de Columbus, no Mississippi; Base Aérea de Vance, Oklahoma; e na Base Aérea de Sheppard, Texas. Essa pausa também terminou no dia 28 de fevereiro.

Uma equipe de especialistas determinou que as válvulas de filtro e drenagem do sistema embarcado de geração de oxigênio (OBOGS) falharam em taxas mais altas do que o esperado. A descoberta levou a reparos e aumento de inspeções, mas os pilotos continuaram a sofrer de UPEs.

1 COMENTÁRIO