Sukhoi Superjet 100 nas cores da Adria Airways.

A Adria Airways cancelou um contrato com a fabricante de aviões russa Sukhoi para o arrendamento a longo prazo de 15 Sukhoi Superjet 100 (SSJ100).

No ano passado, em novembro, a operadora da companhia aérea eslovena assinou um Memorando de Entendimento com a fabricante de aviões russa Sukhoi para arrendamento de longo prazo de 15 aeronaves SuperJet 100.

A Adria Airways se prepara há algum tempo para a chegada da aeronave, mas no dia 2 de abril a companhia aérea anunciou que não seria capaz de finalizar os termos contratuais devido às preocupações crescentes sobre um prazo justo e uma parceria estável a longo prazo, bem como a falta de visão comum para o crescimento da empresa.

“Estamos naturalmente desapontados pelo fato de a colaboração com a Sukhoi não ter chegado a uma conclusão bem-sucedida, mas a parceria só foi viável se determinados objetivos definidos pelo plano de negócios estratégicos fossem atingíveis”, disse Holger Kowarsch, diretor administrativo da Adria Airways.

A estrutura da frota da companhia aérea permanecerá inalterada e a Adria Airways continuará a focar na confiabilidade operacional e estabilidade, disse também a empresa em um comunicado.

A Adria Airways opera atualmente três Airbus A319-100, dois Bombardier CRJ700ER, nove Bombardier CRJ900LR e quatro Saab 2000.

Anúncios

8 COMENTÁRIOS

  1. Esse Sukhoi Superjet 100 só vem dando prejuízo. quem compra acaba devolvendo ou cancela as compras. acho que só companhias aéreas Russas irão realmente operar ele

  2. Boa notícia para a Embraer ou para Airbus. Os russos até que sabem fazer avião, massss…..não sabem vender. Uma venda não acaba na entrega do produto, e nisso são péssimos. A história é clara.

  3. E esse era um dos aparelhos que a administração da Embraer dizia temer no futuro…… rsrsrs

    Advinha por que?!

  4. E porque não deveriam temer… se conseguissem acertar o suporte ao cliente, se conseguissem evoluir o produto, poderia, anos atrás, com toda a influência russa, roubar alguns clientes nos países da esfera de influência de Moscou.

    No final das contas não aconteceu nada disso, e fomos nós que vendemos Ejet´s lá na casa deles. Mas todo concorrente tem que ser respeitado de temido.

    O seu caso é que se vem alguém da Embraer e diz que não teme o concorrente… então a empresa é arrogante… se diz que teme é porque sei lá o quê.

    Ou seja… é do contra tudo o que a empresa faz… Se conquista algo (contrato, milestone de entrega, qualquer coisa… foi por causa da Boeing. Se pisa na bola, culpa só dela (nem se preocupa em entender as condições de contorno)…

    Típico hater!!!!

    • Advinha quem, em outro blog, em outra notícia, estava falando mal da carteira de pedidos da Embraer, para tentar justificar a defesa estupida e cega da venda à Boeing?!

      Ah, hater é quem fala mal, não quem fala a verdade. #Ficaadica

      Típico troll!!!

Comments are closed.