A primeira aeronave AEW&C baseada no EMB-145 da Embraer, foi entregue para Força Aérea da Índia juntamente com a Capacidade Inicial Operacional. (Foto: DRDO)
O primeiro Sistema de Alerta Aéreo Antecipado e Controle (AEW&C) na configuração de Capacidade Operacional Inicial (IOC) foi entregue hoje à Força Aérea Indiana (IAF), durante a exibição Aero India 2017 que ocorre na base aérea de Yelahanka, em Bengaluru. O moderno sistema foi instalado em uma aeronave fabricada pela brasileira Embraer.

O anúncio foi feito pelo Presidente da Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa (DRDO) e Secretário de Pesquisa e Desenvolvimento do Departamento de Defesa, o Dr. S. Christopher, enquanto falavam ao meios de comunicação em Bengaluru. O sistema foi entregue com mais de seis anos de atraso

O Sistema de Vigilância Aérea Netra AEW&C é uma grande introdução para guerra aérea na Força Aérea da Índia. O Sistema AEW&C é um conjunto de sistemas que possui um Radar de Varredura Eletrônica Ativo, um Radar de Vigilância Secundário, Sistemas de Contramedidas Eletrônicas e de Avançada Comunicação, Link de Dados de Alta Velocidade, sistema de comunicação de voz e suíte de auto-proteção, construído sob uma plataforma Embraer EMB-145, tendo uma capacidade de reabastecimento aéreo para aumentar o tempo de vigilância.

Um complexo software tático foi desenvolvido para a fusão das informações dos sensores, oferecendo a imagem completa da situação aérea, juntamente com a inteligência para lidar com a identificação / avaliação e classificação das ameaças. Funções de gerenciamento de batalha são analisadas no país para funcionar como um sistema centrado em rede do Sistema Integrado de Comando e Controle Aéreo (IACCS).

Este sistema foi desenvolvido e avaliado através de esforços colaborativos entre a DRDO e a Força Aérea da Índia, com coordenação para certificação e garantia de qualidade pela CEMILAC e DGAQA.

O sistema AEW&C foi submetido a todos os ensaios climáticos e ambientais e foi aceito pela Força Aérea da Índia para início da operação.

A Índia assinou um contrato de US$ 208 milhões para três aviões Embraer ERJ-145 construídos pelo Brasil em 2008 como parte de um programa do DRDO para aumentar as capacidades de AEW&C da IAF. O negócio foi notícia no ano passado devido a acusações de propina.

A IAF opera atualmente três sistemas aéreos de alerta e controle (AWACS) israelenses montados em aviões russos IL-76 e há planos para comprar mais dois. O sistema tem uma autonomia de 400 km. Os números não são suficientes para cobrir os setores oriental e ocidental durante as operações ofensivas.

A Índia está considerando uma proposta para comprar um total de seis aeronaves Airbus A330 nas quais o sistema AWACS poderá ser montado, levando o valor do negócio a cerca de US$ 2,5 bilhões. A primeira dessas aeronaves poderia ser instalada até 2025.

O AWACS é um sistema de monitoramento robusto que oferece cobertura de 360 ??graus, em comparação com a capacidade de 240 graus das aeronaves AEW&C. O AWACS também tem melhor alcance e resistência.

2 COMENTÁRIOS

Comments are closed.