Jato L-39NG será uma das prioridades em negócios da AERO Vodochody.

A nova equipe de gestão da AERO Vodochody apresentou sua estratégia para o futuro da empresa. Em meados de março, Dieter John substituiu Giuseppe Giordo como presidente e diretor executivo da Aero Vodochody Aerospace. Durante as últimas semanas, o novo CEO consolidou sua equipe de gestão e agora apresentou seus planos para a AERO e para o programa L-39NG.

A estratégia de negócios da AERO, conforme definida pela gestão anterior há quase três anos, não mudará – a AERO se concentrará principalmente em programas militares, ou seja, desenvolvimento, produção, reparos, modernização e atualização de aeronaves produzidas pela AERO.

O programa L-39NG continua a ser uma prioridade chave, assim como reparos, revisões e modernizações de frotas nacionais e internacionais dos jatos L-159 e L-39. Paralelamente, a AERO continuará a desenvolver seu terceiro pilar de negócios como principal fornecedor de aeroestruturas e parceiro de renomados fabricantes de aeronaves.

O primeiro passo fundamental é concluir a certificação da L-39NG – nova aeronave da AERO – de acordo com o cronograma da certificação e continuar com os novos contratos.

Outro passo é a consolidação financeira da empresa. A partir do final de 2018 até agora, devido a vários eventos simultâneos, a AERO encontrou-se em uma situação financeira difícil. Tanto o CEO Dieter John quanto a acionista da AERO, a Penta Investments, tomaram medidas muito fortes para melhorar a situação financeira.

Uma estratégia de recuperação holística que abrange várias áreas foi projetada pela nova equipe de liderança. Durante a implementação da estratégia, a Aero e seu acionista continuarão investindo no futuro da empresa e preparando-a para o crescimento sustentável. Além disso, o acionista da AERO, como no passado, confirmou seu contínuo apoio financeiro e não financeiro à AERO.

Uma mensagem de voz do acionista da AERO e do CEO Dieter John para todos os parceiros da empresa disse: “O projeto L-39NG continua sendo nossa prioridade e progride de acordo com o plano e para que possamos cumprir nossos compromissos contratuais. Além disso, continuaremos focando na captura e entrega de nossos serviços e negócios de MRO e nossos principais projetos de aeroestrutura. O programa de recuperação implantado alavancará nossos recursos programáticos, técnicos e de desempenho sem paralelos e garantirá o crescimento e a competitividade da AERO. A AERO está aqui há 100 anos e planejamos começar mais cem com mais vendas de L-39NG no topo.”

A AERO também assinou um acordo com a Embraer para projeto, desenvolvimento e produção de seções da nova aeronave de transporte militar polivalente KC-390. Este é o segundo programa de compartilhamento de riscos da AERO – uma prova de sua capacidade de participar de importantes projetos aeroespaciais, não apenas como um fornecedor, mas também como um parceiro criativo disposto a assumir parte da responsabilidade pelo sucesso do projeto.

1 COMENTÁRIO