Um dos aviões Sukhoi Superjet 100 da Aeroflot, com a especial pintura da aliança Sky Team. (Foto: Sergey Kustov)

A companhia aérea russa Aeroflot poderá converter os seus primeiros aviões regionais Sukhoi Superjet 100 que recebeu da fabricante de aviões Sukhoi em jatos executivos, conforme informações do vice-presidente da Sukhoi Civil Aircraft Igor Syrtsov.

A Aeroflot encomendou 30 aviões Superjet 100 da Sukhoi, e já recebeu 10 aviões do tipo.

Quando perguntado por repórteres sobre o que Aeroflot pretendia fazer com os aviões Superjet 100 que já recebeu da Sukhoi, Syrtsov disse que os aviões poderiam ser transformados em jatos executivos e vendidos para outros clientes.

O Superjet 100 é capaz de transportar até 100 passageiros em distâncias de até 4.500 quilômetros.

Fonte: RIA Novosti – Tradução: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta
Anúncios

6 COMENTÁRIOS

  1. Com toda pressão do Putin, a Aeroflot foi praticamente obrigada a comprar alguns SSJ100…
    Mas avião é tão bom q nem os russos da Aeroflot querem passa-lo pra frente… antes que caia mas algum desta vez na Russia…
    Depois aparecem russófilos querendo compara-lo aos Ejets da Embraer…

  2. Realmente é estranho uma companhia aérea comprar e logo após, adaptar o mesmo para vôo executivo e vender. Estranho……

    []'s

  3. O CAVOK está realmente em um clima de guerra fria.

    A Aeroflot tem 126 aviões e 194 encomendados, e o seu menor avião é o Boeing 737 e Airbus A-319, eles não trabalham com aviação da faixa do SuperJet, realmente devem ter sido forçados a investir na ativação da linha de produção da Sukhoi.

    Ocorre que hoje existe uma falta de aviões executivos e realmente parece uma boa ideia colocar estes Superjet para atender esta demanda.

    Os Superjet tiveram problemas na sua implantação, principalmente o problema cronico do ar condicionado, mas nada que afetasse a segurança da aeronave. O acidente na Indonésia que está sendo investigado deve ser imputado ao piloto que entrou voando em uma montanha em uma fase visual de voo de demonstração, em que a separação com o solo deve ser mantida pelo piloto.

  4. Deve ser um espetáculo essa aeronave, pra quererem se desfazer dela tão nova…
    Eu penso se vivessemos em ditaduras nacionalistas, se conseguiriamos alcançar os avanços tecnológicos que temos hoje em dia com livre mercado.
    Ainda bem que a maioria do mundo é capitalista! 😀

    • Em uma determinada fase é importante este sistema de vendas forçadas, já mostrei aqui que a Embraer cresceu assim.

Comments are closed.