Aeronave An-124-100 usada para levar o sistema S-400 para Turquia.

A Turquia recebeu hoje seu primeiro lote de componentes do sistema russo de defesa aérea S-400, conforme anúncio do Ministério da Defesa da Turquia. Confira a imagem do descarregamento do lote a seguir.

Os primeiros componentes do sistema S-400 entregue para Turquia. (Foto: Temsili gorsel)

“A Turquia recebeu o primeiro lote de componentes dos sistemas de defesa aérea S-400. As remessas foram enviadas para a Base Aérea Murted, na província de Ancara”, disse o Ministério da Defesa turco em comunicado. A primeira carga veio a bordo de uma aeronave de transporte militar An-124-100 da 224ª Unidade de Voo da Força Aérea Russa, matrícula RA-82038.

A Rússia e Turquia assinaram um acordo de US$ 2,5 bilhões para venda de quatro conjuntos de S-400 para a Turquia, também conhecido como o SA-21 Growler, no final de 2017. Horas depois chegou uma segunda aeronave Il-76, trazendo mais componentes.

O anúncio do ministério veio depois que o Departamento de Defesa dos EUA ameaçou remover Ankara do programa Lockheed Martin F-35 em 10 de julho.

“O Departamento de Defesa removerá a Turquia do programa F-35, se o país aceitar a entrega do sistema de defesa antiaérea russo S-400”, disse Katie Wheelbarger, secretária assistente interina de defesa para assuntos de segurança internacional.

De acordo com o Pentágono, a aliança da OTAN e as nações parceiras no desenvolvimento e no campo do F-35 estão unidas em sua oposição à Turquia em defesa do sistema russo.

A preocupação é que o S-400 poderia ser usado para coletar dados sobre as capacidades do F-35, e que a informação poderia acabar nas mãos dos russos, explicaram os oficiais.

“Oferecemos a oportunidade para que eles comprem o Patriot [sistema de defesa aérea] inúmeras vezes em um pacote mais generoso do que o que oferecemos a ninguém, e eles não se inscreveram para isso”, acrescentou Wheelbarger.

A Turquia se recusou a ceder à pressão dos EUA, insistindo que escolher qual equipamento comprar é uma questão de soberania nacional.

Washington também suspendeu o treinamento dos pilotos turcos dos caças F-35, além de ameaçar sanções econômicas e militares contra Ancara.


Colaborou Rustam Bogaudinov, direto de Moscou.

Anúncios