A aeronave chinesa C919 realizou seu terceiro voo de testes. (Foto: COMAC)

O C919, a primeira grande aeronave comercial desenvolvida na China, realizou seu terceiro voo de teste na manhã de sexta-feira (03), 36 dias após o seu voo de teste anterior, em 28 de setembro.

A aeronave C919 decolou às 7h38 hora local do Aeroporto Internacional de Xangai Pudong e voou para Nantong, na província de Jiangsu, a noroeste de Xangai, depois voltou e pousou no Aeroporto de Pudong às 11h26.

Em sua terceira viagem, o tempo de voo do jato de passageiros aumentou da duração inicial de 79 minutos do seu voo de estréia, para 166 minutos no seu segundo voo de teste, para 228 minutos desta vez, de acordo com a Commercial Aircraft Corp of China Ltd (COMAC), a fabricante do C919.

A tripulação durante os preparativos para o voo. (Foto: COMAC)

A aeronave manteve uma altitude de voo de cerca de 10.000 pés durante a maior parte do voo, enquanto circulava sobre Nantong.

Na quinta-feira à noite, a COMAC concluiu com sucesso o teste de ignição de sua segunda aeronave C919. A fabricante da aeronave disse que a segunda aeronave passará por testes no solo e se preparará para o teste de táxi e o primeiro voo de teste, o que provavelmente ocorrerá até o final do ano.

A segunda aeronave C919 durante o primeiro acionamento dos motores.

Até agora, o C919 recebeu 730 encomendas de 27 clientes chineses e estrangeiros.

Lin Zhijie, analista e colunista da indústria de aviação da Carnoc.com, principais portal de aviação civil da China, disse que a entrada do C919 no mercado não ocorrerá muito em breve, com uma data prevista de entrega de clientes em algum momento de 2020 a 2022.

“A aeronave C919 ainda precisa atualizar constantemente seu desempenho e serviços e encontrar uma quota de mercado no mercado global da aviação. Para a fabricação de alta tecnologia na China, o desenvolvimento de um avião em larga escala serve como um índice chave para avaliar a capacidade industrial e técnica de fabricação de um país”.

“Atualmente, a China tem suas próprias aeronaves militares e jatos comerciais de pequena escala. O voo bem-sucedido de grandes aviões de passageiros indica que poderemos fazer um avanço significativo”.

Enquanto isso, a COMAC está atualmente realizando pesquisa e desenvolvimento de um avião widebody, chamado CR929, juntamente com a United Aircraft Corp (UAC) da Rússia, e os dois lados enviaram suas equipes de P&D para os dois países.


Fonte: China Daily

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS