No ano passado, o Sun Flyer 2 da Bye Aerospace decolou pela primeira vez, e agora o rebatizado eFlyer 2 passou por outro marco rumo a certificação da FAA. Um motor de alta potência foi instalado e uma nova fase de testes foi iniciada.

A Bye Aerospace começou a desenvolver uma aeronave de treinamento totalmente elétrica de dois lugares em 2014. Em dezembro do ano passado, a empresa havia recebido 220 depósitos de clientes em potenciais, que foram divididos igualmente entre os programas eFlyer 2 e eFlyer 4.

Após voos de teste bem-sucedidos de baixa potência no início deste ano, a empresa instalou um novo motor de produção Siemens SP70D de 25,8 kg no protótipo de passageiro – que tem um pico de 90 kW (120 cv) e uma potência contínua de 70 kW (94 cv). O vídeo abaixo mostra a nova configuração em voo.

“Durante os testes de voo do eFlyer 2 que começaram em 17 de julho, o novo motor de produção da Siemens atendeu ou superou as expectativas em todas as áreas de indicadores de desempenho”, disse o CEO George E. Bye. “Esses testes importantes estão validando a incrível economia operacional, eficiência e desempenho da eFlyer, sem produzir CO2.”

Uma bateria adicional também foi instalada na aeronave e uma nova hélice Hartzell de três pás está sendo avaliada. Outras atualizações incluem um novo spinner, um carregador plug-in e uma nova capota.

Uma nova rodada de testes está em andamento, todos voltados para a certificação da FAA para treinamento de voo e mercados de aviação geral.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS