O movimento Houthi afirmou que abateu uma aeronave de reconhecimento não tripulada Wing Loong, de fabricação chinesa, da Arábia Saudita, sobre o Iêmen.

O incidente aconteceu no sábado, 30 de novembro à noite, no distrito de Hiran, na província de Hajjah. As defesas aéreas do Iêmen usaram um novo míssil superfície-ar (SAM) para derrubar o drone.

“As defesas aéreas do Iêmen foram capazes de abater um avião de reconhecimento de caça Wing Loong de fabricação chinesa no distrito de Hiran, na província de Hajjah, nesta noite, durante hostilidades onde foram alvejados por um míssil terra-ar que será revelado mais tarde”, twittou o porta-voz militar do grupo, Yahya Sarea.

O vídeo do drone caindo foi divulgado na internet. As imagens mostram o UAV acidentado armado com dois mísseis ar-superfície AKD-10/Blue Arrow presumivelmente.

O Pterodactyl I fabricado pela Chengdu, também conhecido como Wing Loong, é um veículo aéreo não tripulado (UAV) de Média Altitude e Longa Resistência (MALE), desenvolvido pelo Grupo de Indústria de Aviação de Chengdu da China (CAIG). Destinado ao uso como plataforma de vigilância e reconhecimento aéreo, o Wing Loong também é capaz de ser equipado com armas ar-superfície.

O incidente ocorreu apenas um dia após um helicóptero de ataque Apache da Arábia Saudita ser abatido pelos Houthis, resultando na morte de seus dois pilotos. Este incidente ocorreu na região de Asir, no Iêmen, perto da fronteira com a Arábia Saudita.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma vez Arabia Saudita nós provando que não importa a origem do equipamento, eles nunca saberão usar.
    Obs: a China banca os dois lados dessa guerra, vendendo mísseis aos iemenitas e drones aos sauditas. Cada vez mais parecida com os EUA.

  2. Uma pena a perda humana, certamente os pilotos estavam fazendo de tudo para ter uma queda controlada e assim terem chances de sobreviver a mesma, porém fica claro a partir de um ponto o helis fica incontrolável e despenca do céu feito um tijolo.

Comments are closed.