Sud Ouest SO.8000 Narval - AERONAVES (QUASE) FAMOSAS: Sud-Ouest (SNCASO) SO.8000 NarvalLogo após o término da Segunda Guerra Mundial a França era um país arrasado e, para piorar, atrasada tecnologicamente na construção de aviões.

O governo francês arregaçou as mangas e pôs como prioridade reconstruir seu poderio militar. Houve muitos progressos na aviação durante os anos de guerra e essa era agora uma área de foco especial. A Marinha Francesa (Marine Nationale) expressou interesse em uma nova aeronave que poderia atuar nas funções de ataque ao solo, interceptador e combate ar-ar. Embora outras Marinhas começassem a transição para aviões a jato, a Marine Nationale optou por uma aeronave propulsada por pistão.

Em 31 de maio de 1946, a Société nationale des constructions aéronautiques du sud-ouest (abreviada como SNCASO ou Sud-Ouest) foi selecionada para projetar a nova aeronave e construir dois protótipos. A empresa Arsenal de l’Aéronautique (Arsenal) foi selecionada para desenvolver o motor. O plano original era construir cinco protótipos, seguidos por 65 aeronaves de produção. A Sud-Ouest moveu-se rapidamente e projetou um inusitado avião monomotor com duas lanças que apoiavam a cauda. A aeronave foi designada SO.8000 e recebeu o nome Narval.

Sud Ouest SO.8000 Narval 3 - AERONAVES (QUASE) FAMOSAS: Sud-Ouest (SNCASO) SO.8000 NarvalProjetado por Jean Dupuy, o SO.8000 era uma aeronave totalmente metálica. A borda interna da asa foi enflechada em 24 graus, enquanto a seção externa era de 13,5 graus e um leve diedro positivo. A aeronave tinha grandes flaps com fendas duplas para diminuir a velocidade de pouso no porta-aviões. O controle de rolamento foi conseguido por uma combinação de pequenos ailerons nas pontas das asas e spoilers. As duas lanças se estendiam das secções internas da asa e cada uma apoiava uma barbatana que se estendia acima e abaixo da lança. O estabilizador horizontal atravessava as duas caudas e estava no topo. Na segunda aeronave, que foi a primeira a voar, o estabilizador horizontal foi estendido para além das aletas dos estabilizadores verticais.

A cobertura do cockpit era um dossel deslizante em estilo bolha. O cockpit fora colocado bem próximo ao nariz da aeronave. Esta configuração forneceu ao piloto uma visão excelente. Atrás do cockpit e em cada lado da aeronave estavam as entradas de ar de refrigeração para o radiador. Depois de fluir através do radiador, o ar de arrefecimento saia em torno do eixo da hélice contra-rotativa de oito lâminas. A entrada de ar para o motor Arsenal 12H estava localizada no lado superior esquerdo da fuselagem traseira.

Sud Ouest SO.8000 Narval 2 - AERONAVES (QUASE) FAMOSAS: Sud-Ouest (SNCASO) SO.8000 NarvalFaltando o tempo para projetar e testar um motor completamente novo, a Arsenal voltou-se para o Junkers Jumo 213A alemão como ponto de partida. A Arsenal reformulou o Jumo 213 e criou o 12H com 2.100 hp. O 12H era um V-12 invertido. No entanto, a busca por mais potência levou a Arsenal a aumentar a potência do 12H para 2.250 hp. Este aumento de potência causou alguns problemas de confiabilidade do motor. Em 1948, o ramo de motores de aeronaves da Arsenal foi absorvida pela Société nationale d’études et de construction de moteurs d’aviation (SNECMA), e o motor tornou-se o 12H SNECMA Arsenal.

O SO.8000 Narval deveria ser equipado com seis canhões de 20 mm no nariz e previa-se o uso de pontos duros para até 1.000 kg de bombas. No entanto, é improvável que os protótipos tenham sido armados.

O Narval tinha uma envergadura de 11,75 m e 11,80 m de comprimento. No trem de pouso triciclo, a aeronave ficou 3,20 m de altura. O Narval teve um peso vazio de 4.820 kg e um peso carregado de 7.000 kg.

Sud Ouest SO.8000 Narval 4 - AERONAVES (QUASE) FAMOSAS: Sud-Ouest (SNCASO) SO.8000 NarvalA velocidade máxima do SO.8000 foi de 730 km/h a 7.500 m e uma velocidade de pouso de 155 km/h. A aeronave tinha um alcance estimada de 4.500 km a 530 km/h.

A maioria das fontes indica que o segundo protótipo (registrado como F-WFKV) foi completado e voou primeiro, voando no dia 1º de abril de 1949 com Jaques Guignard nos controles. O primeiro voo do primeiro protótipo foi em 30 de dezembro de 1949 com Roger Carpentier. O SO.8000 experimentou inúmeros problemas durante o seu programa de teste de voo. A aeronave manobrava mal e possuía algumas características de controle indesejáveis, como instabilidade a baixa velocidade. Foram feitos esforços para melhorar o controle e o desempenho, incluindo a substituição das hélices contra-rotativas Chauvière por uma unidade Rotol, mas os resultados não foram satisfatórios. Além disso, o motor 12H mostrou-se não confiável. Os testes de voo revelaram que a aeronave não alcançaria o desempenho esperado.

Dado o problema com a aeronave e o desempenho dominante de aeronaves a jato, o desenvolvimento do SO.8000 foi interrompido em 1950. Um fator que contribuiu para o fim do Narval foi a entrada em serviço com a Marine Nationale dos Grumman F6F Hellcats e Vought F4U Corsairs ex-Marinha dos EUA.

Sud Ouest SO.8000 Narval 5 - AERONAVES (QUASE) FAMOSAS: Sud-Ouest (SNCASO) SO.8000 Narval Sud Ouest SO.8000 Narval 1 - AERONAVES (QUASE) FAMOSAS: Sud-Ouest (SNCASO) SO.8000 NarvalO segundo protótipo voou 43 vezes, sendo o ultimo no dia 8 de janeiro de 1950. O primeiro protótipo voou apenas duas vezes. A Sud-Ouest enviou propostas para converter a aeronave num modelo a jato (SO.8010), mas o governo francês não mostrou interesse. Aparentemente, ambos os aviões SO.8000 foram desmantelados após o término do programa.


FONTE: Old Machine Press

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Grande Gio, o design dele me lembra o do Saab 21, que voou bem antes ainda em 1943. Abs.

  2. Como os argentinos investiram no motor a pistão que ja estava com o fim decretado para aeronaves de combate no pós guerra.

  3. Bicho era bonito demais! Os franceses sabem como fazer passaros lindos.

Comments are closed.