A Air France aposentou seu primeiro A380 no dia 24 de novembro.

No dia 24 de novembro, a companhia aérea francesa Air France levou um Airbus A380 (prefixo F-HPJB) de Paris para Malta, marcando a primeira aeronave do tipo retirada de serviço pela companhia aérea francesa.

O voo AF370V da Air France marcou o início do processo de aposentadoria dos dez jatos superjumbo da companhia aérea que planeja aposentar todos os seus A380 na frota antes de 2022.

O A380 da Air France será repintado de branco em Malta e devolvido ao locador alemão Dr. Peters Group. O F-HPJB juntou-se à frota da Air France em 2010 como o segundo Airbus A380 entregue à operadora francesa.

“É um avião difícil. Nos aeroportos para embarcar e desembarcar, leva muito tempo com pontes especiais necessárias para acomodar o tamanho. Demora muito tempo para pegar suas malas, ele usa mais combustível. Operacionalmente, não é o melhor avião para usar”, disse o CEO da Air France-KLM Group, Ben Smith, em 20 de novembro, durante um evento da IATA em Berlim, Alemanha.

A Air France é a segunda companhia aérea a aposentar o Airbus A380 no mundo, depois da Singapore Airlines. A transportadora asiática já retirou cinco unidades de sua frota. O primeiro A380 registrado 9V-SKA, que foi operado pela Singapore Airlines por dez anos, foi completamente desmontado em Tarbes, na França, pela empresa européia de armazenamento, manutenção e reciclagem de aeronaves TARMAC Aerosave.

Primeiro A380 da Singapore Airlines após desmontagem na França.

A empresa francesa levou 11 meses para remover todos os componentes recicláveis ??da aeronave.

Atualmente as companhias aéreas são a favor de aviões mais eficientes com custos operacionais mais baixos do que os jatos maiores, como o A380 da Airbus e o 747 da Boeing. As operadoras preferem widebodies de nova geração, como o A350 e o Boeing 787 – 777X, para suas operações de longo curso.

Devido à falta de demanda do mercado, a Airbus anunciou que interromperia a produção dos A380 em 2021 depois de entregar os restantes A380 da Emirates Airlines, a maior operadora do tipo no mundo.

Air France aposentará todos seus A380 até 2022.

Mas isso não impedirá a fabricante de aviões europeia de promover a aeronave como uma opção de segunda mão entre as companhias aéreas, como o operador de fretamento português HiFly.

A Airbus está ajudando as empresas de leasing a encontrar novos operadores para os A380 devolvidos. No ano passado, a Hi Fly, especialista portuguesa em wet-lease, tornou-se o primeiro operador de um Airbus A380 em segunda mão.

Paulo Mirpuri, presidente e CEO da Hi Fly, disse que planejava adicionar outro A380 em segunda mão para expandir as operações de fretamento de sua empresa.

Hi Fly vem negociando a compra de aeronaves A380 de segunda mão.

“Um segundo A380 será muito mais fácil, portanto seremos movidos pela demanda do mercado. E precisaremos ter um ano inteiro de operação antes de decidirmos sobre o próximo, o terceiro e o quarto”, disse Mirpuri durante uma conferência de imprensa.

No mês passado, a Airbus disse que os A380 em segunda mão oferecem novas oportunidades para as companhias aéreas, arrendadores e operadores de fretamentos, o que garantiria a existência e a lucratividade da aeronave nas próximas décadas.

Até agora, o fabricante entregou 239 Airbus A380 a 15 companhias aéreas diferentes ao redor do mundo.

Anúncios