A Airbus pode estar preparando uma versão de ultra longo alcance do A350-1000.

A família de jatos Airbus A350XWB se tornou a aeronave preferida de muitas companhias aéreas que competem no mercado de longa distância. Mas à medida que o mercado cresce, aumenta o apetite por uma aeronave capaz de voar distâncias cada vez maiores. Por isso a Airbus está se preparando para lançar o A350-1000ULR, uma variante de alcance ultralongo do maior membro da família de jatos A350 XWB.

No final de 2018, rumores começaram a se espalhar de que a Airbus pode estar planejando uma versão atualizada de sua mais recente família A350XWB. Na época, a agência Bloomberg informou que o fabricante europeu poderia estar se preparando para produzir uma versão remotorizada de curta distância do A350. Embora os rumores tenham provado até agora serem falsos, a reportagem acertou em uma coisa – a Airbus estava procurando desenvolver um novo produto para enfrentar o novíssimo 777X da Boeing e o 797 ou o NMA proposto, de acordo com um relatório da Aviation Analyst.

Recentemente, a Airbus vem apostando na distância para abrir novas rotas e atrair novos clientes. No Paris Air Show, em junho de 2019, a fabricante de aviões europeia impressionou o público com o lançamento de sua versão de corredor único Xtra-Long-Range A321, a A321XLR.

Airbus A350-900ULR da Singapore Airlines.

Mas em 2018, foi o A350-900ULR que roubou o show, entrando em serviço com o cliente de lançamento Singapore Airlines em setembro do ano passado. Capaz de voar até 9.700 milhas náuticas ou mais de 20 horas sem parar, o A350-900ULR é atualmente a aeronave de maior alcance do mundo.

No ano passado, em outubro de 2018, a Singapore Airlines ganhou as manchetes quando relançou seu serviço sem escalas entre Cingapura-Nova York em um A350-900ULR. Cobrindo 9.534 milhas e com duração de até 18 horas, agora detém o título de voo comercial mais longo do mundo. Até agora, a Singapore Airlines fez um pedido para sete A350-900ULRs.

Um porta-voz da Airbus disse: “A versão ULR do A350 já está em operação na rota comercial mais longa e ininterrupta do mundo entre Cingapura e Nova York. É o mesmo que a aeronave padrão e usa o espaço existente para maior capacidade de combustível por um longo período.”

A Airbus ainda não confirmou oficialmente o lançamento do A350-1000ULR. No entanto, uma aeronave que voasse ainda mais longe que o A350-900ULR atenderia às ambições da Qantas Airways de lançar voos da costa leste da Austrália para Londres e Nova York, conhecidos como “Project Sunrise”.

Boeing 787-9 Dreamliner da Qantas.

O CEO da Qantas, Alan Joyce, anunciou os planos em 2017 e pediu à Airbus e à Boeing para apresentarem sua “melhor e última oferta” para aviões de longo curso que seriam capazes de voar até 21 horas, mais de 10.550 milhas (16.979 km) em um voo sem escalas entre Sydney e Londres. Segundo Joyce, a companhia aérea fará a chamada final da iniciativa Project Sunrise até o final de agosto de 2019.

“O A350 XWB é a solução perfeita para o Project Sunrise – Sydney ou Melbourne sem escalas para Londres – e estamos discutindo com a Qantas sobre suas necessidades”, disse o porta-voz da Airbus. “Detalhes dessas discussões permanecem confidenciais, é claro”.


Fonte: Aerotime

Anúncios