Foto ilustrativa do CityAirbus durante testes no solo antes do voo.

O protótipo não-tripulado do veículo aéreo de mobilidade urbana CityAirbus decolou pela primeira vez no dia 3 de maio, na cidade alemã de Donnaworth, disse Bruno Even, CEO da divisão Airbus Helicopters, em sua conta no Twitter. Segundo ele, a próxima etapa de testes será o voo horizontal desta aeronave de decolagem e pouso vertical com motores elétricos.

A Airbus Helicopters não fez um anúncio formal do marco, depois de começar a testar os motores do eVTOL em grande escala do CityAirbus em outubro de 2017. Este primeiro voo foi realizado “ancorado”, uma forma usual nestes tipos de aeronaves. Os primeiros testes do protótipo em voo horizontal estão programados para o próximo trimestre. Eles devem ser realizados no aeródromo militar de Manching, perto de Ingolstadt.

O táxi aéreo desenvolvido em parceria entre a Airbus e a Siemens é projetado para quatro passageiros. Está previsto que o CityAirbus tenha um alcance de cerca de até 30 km e uma velocidade de cruzeiro de 120 km/h.

Como um veículo totalmente elétrico, é alimentado por quatro baterias de 800 volts que alimentam quatro conjuntos de motores com hélices duplas, girando em direções opostas dentro dos canais aerodinâmicos ligados à fuselagem. Cada rotor tem seu próprio motor elétrico de 100 kW instalado a partir de uma bateria recarregável de 110 kW/h.

Na primeira etapa, após o comissionamento, o veículo da Airbus trabalhará com o piloto a bordo para “facilitar a aceitação pública”. Espera-se que isso aconteça em 2023. No futuro, supõe-se que ele voará ao longo de uma rota fixa sem um piloto.

O CityAirbus não é o único UAV na Airbus. Em janeiro do ano passado, um primeiro voo foi feito pelo veículo aéreo não-tripulado Vahana da Airbus.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS