No show aéreo realizado durante a tarde, o Pitts de Skip Stewart empolgou com manobras espetaculares. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Amanhecer com chuva e previsão de tornado. Assim começou o terceiro dia do maior show aéreo do mundo. Mas nada que tirasse o brilho do evento em Oshkosh, que contou com a presença do Airbus A320 “I Love Blue York” da JetBlue e um Boeing 737-700 da Soutwest Airlines, que levou a bordo diversos veteranos de guerra dos EUA, parte da comemorações do Salute do Veterans que todos anos homenageia aqueles que participaram dos diversos conflitos em que os EUA estiveram presente.

O Airbus A320 da JetBlue fez uma visita especial durante o AirVenture 2011.
A outra presença de terça-feira foi o Boeing 737-700 da Southwest Airlines que trouxe a bordo veteranos militares dos EUA.

Dia de chuva em Oshkosh é dia de visitar o Museu da EAA, que este ano havia inaugurado a seção em homenagem a Paul Poberenzny e que contou com diversas homenagens a Burt Rutan, o qual possui diversas aeronaves dentro do museu, como a réplica da SpaceShipOne e da Voyager.

Matt Younkin e seu Twin Beech, como sempre, uma apresentação maravilhosa.
Kent Pietsch pousa seu Cadete sobre um furgão durante a apresentação da tarde.
A equipe de demosntração Aerostars e seus Yaks.

O show aéreo da tarde foi marcado pela apresentação de Matt Younkin com seu Twin Beech vermelho e preto, David Martin com a aeronave biplana Jungmeister, Julie Clark e seu lindo T-34 Mentor prateado e azul, a equipe de demonstração Aerostars com aeronaves Yaks, Clyde Zellers com um SNJ (a versão da marinha dos EUA do T-6), e o planador a jato de Bob Carlton,.

A picape movida por uma turbina a jato corre na pista de Wittman Field a mais de 450 km/h.
O lendário piloto Bob Hoover chega para entrevista no começo da tarde.
A réplica da aeronave Curtiss de 1911 realiza seu voo durante o AirVenture 2011.

Um espetacular show de Skip Stewart com seu Pitts, que fazia passagens baixas realmente impressionantes também foi marcante na quinta-feira. A última apresentação ficou por conta do Team Chaos, onde uma camionete movida a uma turbina a jato, rasgou a pista a mais de 450 km/h, terminando com a Wall of Fire.

O dia também foi marcado pela homenagem a Bob Hoover, que compareceu no centro de imprensa para uma entrevista coletiva. Durante a tarde, como parte da celebração do Centenário da Aviação Naval dos EUA, um caça F/A-18F Super Hornet fez o Legacy Flight com duas aeronaves T-2 Buckeye e um FJ-4B Fury.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS