O Posto de Comando Aéreo Avançado E-4 da USAF fará três passagens sobre o EAA AirVenture 2018. (Foto: USAF)

Pela primeira vez, o Comando de Ataque Global da Força Aérea dos Estados Unidos está trazendo um Posto de Comando Aéreo Avançado Boeing E-4 para o EAA AirVenture em Oshkosh. O E-4 é um Boeing 747 modificado usado como posto de comando móvel para a Autoridade de Comando Nacional.

Cada E-4 tem mais de uma dúzia de sistemas de comunicação externos, dando a bordo a capacidade de conduzir o país em voo em caso de desastre.

O Comandante de Aeronaves E-4, o Tenente-Coronel Mike Brazelton disse que muitas pessoas confundem a E-4 com o 747 Força Aérea Um, e que mesmo ele não sabia muito sobre a aeronave E-4 até que começou a trabalhar com ela.

“Muitas pessoas não sabem sobre esse avião”, disse Brazelton. “Na verdade, quando me candidatei para vir aqui, eu nem sabia dele. Para o público ver algo assim em um airshow, eu acho, é muito legal”.

Um Boeing E-4 e um VC-25 usado como Air Force One.

A Força Aérea tem quatro aeronaves E-4 e pelo menos uma delas está em alerta o tempo todo. Eles são capazes de voar para qualquer lugar do mundo, com o lugar sendo Oshkosh durante a AirVenture este ano. O enorme avião realizará três passagens para o público presente no Aeroporto Regional Wittman Field.

Uma das missões do E-4 é transportar o secretário da Defesa por todo mundo, um trabalho que Brazelton disse que está entre os melhores momentos para ele em seu período na Força Aérea.

“Provavelmente, a parte mais legal do nosso trabalho é conseguirmos levar o Secretário de Defesa sempre que ele viaja para o exterior”, disse Brazelton. “Eu já voei com o secretário [James] Mattis provavelmente cinco vezes até o momento, e nos meus 24 anos na Força Aérea dos EUA, isso provavelmente será o destaque da minha carreira.”

A passagem por Oshkosh será apenas a segunda vez que um E-4 apareceu em um show aéreo nos últimos anos, fazendo dos históricos flybys uma assinatura apenas no show de Oshkosh.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Se não me engano, o vetor com maior custo de utilização no inventário da USAF.

Comments are closed.