Alemanha e França operarão uma frota conjunta de 10 aeronaves C-130J. (Foto: Lockheed Martin)

A Alemanha e a França querem montar uma unidade de transporte aéreo comum, com 10 aviões de transporte Lockheed C-130J Hercules, sendo quatro franceses e seis alemães. As duas nações assinaram no dia 18 de outubro um acordo básico que fornece mais detalhes sobre a futura cooperação.

As 10 aeronaves devem ficar estacionadas na base aérea francesa em Évreux, na Normandia, com as Forças Armadas da Alemanha (Bundeswehr) devendo contribuir com cerca de 200 soldados para esse fim.

O vice-almirante principal da Bundeswehr, Joachim Rühle e o seu colega francês, o almirante Philippe Coindreau, deram este novo passo em direção ao esquadrão de transporte aéreo conjunto alemão-francês durante a reunião do Grupo de Trabalho Franco-Alemão sobre Cooperação Militar no dia 18 em Berlim.

Até o ano de 2021, o esquadrão deve estar pronto para operações iniciais (Capacidade Operacional Inicial, ou IOC), e em 2024 eles devem ter alcançado capacidade operacional total (FOC).

O Vice-Almirante Joachim Rühle (Direita) e seu colega francês, Almirante Philippe Coindreau, assima o acordo básico para frota conjunta de aviões C-130J Hercules. (Foto: Bundeswehr)

Todos tripulantes dos novos C-130J Hercules serão treinados em Évreux a partir de 2021. Desta forma, o treinamento de voo das tripulações e a instrução técnica do pessoal de manutenção nestas novas aeronaves de transporte aéreo serão compartilhadas. Para este fim, ambas as nações estão construindo um centro de treinamento conjunto.

Embora a A-400M seja a futura espinha dorsal do transporte aéreo militar alemão e também está presente na França, esta cooperação pretende fechar uma lacuna limitada na capacidade de transporte aéreo da Alemanha, que deve ser aberta depois que os atuais aviões de transportes C-160 Transall forem eliminados em 2021.

Na verdade, a finalidade do acordo de transporte aéreo germano-francês é compartilhar o uso (e o custo) da capacidade comum de transporte aéreo.

Em meados de 2018, um planejamento detalhado do esquadrão de transporte aéreo alemão-francês será concluído. Naquele momento, será submetido ao parlamento alemão uma proposta para aprovação. Posteriormente, está prevista a assinatura de um acordo governamental entre os países.

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta compra ja era esperada, poucos tinham esperança na venda do KC-390 para eles.

Comments are closed.