A Luftwaffe pretende adquirir de 4 a 6 aeronaves C-130J Hercules, em conjunto com a França. (Foto: Lockheed Martin)
A Luftwaffe pretende adquirir de 4 a 6 aeronaves C-130J Hercules, em conjunto com a França. (Foto: Lockheed Martin)

A França e a Alemanha pretendem adotar uma frota comum de aeronaves de transporte C-130J. O governo alemão disse nessa terça-feira que planeja comprar de 4 a 6 aviões Lockheed Martin C-130J Hercules após atrasos repetidos na entrega das aeronaves de transporte militar A400M da Airbus.

A informação, revelada no meio da tarde pelos meios de comunicação alemães, foi confirmada pelo ministro da Defesa, Jean-Yves Le Drian, na apresentação do prêmio de coragem política: “acabamos de assinar, há um momento, uma declaração de intenções para definir os acordos de operações conjuntas de aviões de transporte C-130J Hercules entre a França e a Alemanha.”

Até 2012 a frota de C-160 Transall da Alemanha será desativada. (Foto: Reuters)
Até 2012 a frota de C-160 Transall da Alemanha será desativada. (Foto: DPA)

Esta carta de intenções para a aquisição conjunta de aviões C-130J Hercules foi assinada por ocasião da visita da ministra da Defesa alemã, Ursula von der Leyen ao seu homólogo francês em Paris neste 4 de outubro. De acordo com a imprensa alemã, a frota poderia consistir de quatro a seis aeronaves, com sede na França e em operação a partir de 2021, embora não exista ainda a confirmação do governo francês.

A Alemanha tem-se preocupado por vários meses sobre as reais capacidades de transporte em 2021, com a retirada do serviço ativo de seus aviões C-160 Transall e sobre as capacidades táticas do seu A400M para operar em pistas semi-preparadas. A Luftwaffe (Força Aérea Alemã) está tentando adquirir aeronaves para complementar sua frota dos A400M Atlas, capaz de retomar as funções de operações especiais de transporte Transall, através dos pousos e decolagens em pistas não preparadas.

A aquisição das aeronaves Hercules visa preencher uma lacuna com a desativação dos C-160 Transall e para apoiar a frota de A400M que está com as entregas atrasadas. (Foto: Airbus Military)
A aquisição das aeronaves Hercules visa preencher uma lacuna com a desativação dos C-160 Transall e para apoiar a frota de A400M que está com as entregas atrasadas. (Foto: DPA)

A Força Aérea alemã não pretende reduzir o número de aviões A400M encomendados, e atualmente já opera com cinco aviões da fabricante Airbus. No total, a Alemanha vai adquirir 53 aviões A400M, embora já tenha dito anteriormente que pretende vender 13 unidades para outras forças aéreas.

A decisão alemã segue uma decisão semelhante à que foi tomada pela França durante a atualização da Lei de Aquisição Militar, para adquirir quatro adicionais aviões C-130J, dois na capacidade de reabastecimento de voos para seus helicópteros Caracal.

6 COMENTÁRIOS

    • Embraer não tinha mínima chance nesse negócio, não vamos nos esquecer que se trata da Alemanha, membro da Otan, aonde seus membros primam por padronização de equipamento, além dos Alemães serem fortes aliados dos EUA e o C-130J é uma aeronave que dispensa comentários e temos que lembrar que o KC-390 nem certificado ainda é! Então….

  1. Uma possível concorrência para o KC-390? Acho que não dá tempo para certificação que só ocorrerá em 2017.

    • Pois é… nem vamos comparar as dimensões Geográficas BR e as Alemãs e cruzar com o número de transportadores táticos senão a conta não vai fechar!

Comments are closed.