Eurocopter Tiger do Exército da Alemanha. (Foto: Eurocopter)

Depois dos problemas com os helicópteros NH90, agora a Alemanha está suspendendo sua compra de três bilhões de Euros de helicópteros de ataque Tiger, da EADS, devido a sérios problemas nos cabeamentos.

Um porta-voz do Ministério de Defesa da Alemanha disse que a primeira aeronave de combate totalmente operacional não está sendo aguardada para antes de 2012 e, de acordo com um relatório que vazou do ministério, a compra que seria feita com a Eurocopter, uma divisão da EADS, foi suspensa ” até que as falhas sejam efetivamente e sistematicamente retificadas.”

Até o momento a Eurocopter entregou 11 de 80 helicópteros Tiger para a Alemanha, mas o relatório informa que nenhum está adaptado para uso operacional ou treinamento.

“Medidas corretivas relacionadas aos problemas no cabeamento dos helicópteros Tiger vem sendo desenvolvidas, acordado pelo cliente e estão sendo implementadas,” disse a porta-voz da Eurocopter Cecile Vion-Lanctuit. Dois helicópteros serão entregues para “intensivos testes” em junho e julho, com as adicionais entregas previstas para o quarto trimestre, ela disse.

Os países França e a Alemanha encomendaram cada um 80 helicópteros de ataque Tiger em 1998, com a França escolhendo uma diferente versão do modelo alemão. O exército francês no ano passado destacou seus primeiros Tiger para o Afeganistão. A Alemanha ainda está aguardando pela sua primeira versão totalmente capaz de combate do modelo que foi encomendado, com o qual o país precisa oferecer suporte aéreo para os 4.300 soldados alemães destacados no extremo norte do Afeganistão.

A Eurocopter também recebeu pedidos de exportação do modelo Tiger para a Espanha (24 unidades) e para Austrália (18 unidades).

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS