Embraer 190AR (ERJ-190-100IGW) - American Airlines
Embraer 190AR (ERJ-190-100IGW) – American Airlines / © Chris Gimmillaro, em caráter ilustrativo

A American Airlines, maior companhia aérea dos Estados Unidos, vai retirar até 2019 as 20 aeronaves Embraer E190 que a companhia tem em sua frota. O plano faz parte de um programa que inclui também a retirada de operação de modelos Airbus A330-300 e Boeing 767.

Segundo um comunicado distribuído a pilotos da empresa, a American Airlines vai retirar de operação os 20 aviões da Embraer usados na ponte-aérea entre Washington, Nova York e Boston. A companhia vai usar outras aeronaves nos trechos por considerar que os custos de manutenção dos modelos brasileiros tendem a crescer nos próximos anos.

Os E190 da fabricante brasileira são as menores aeronaves da frota da American Airlines — que soma 946 aviões. Esses modelos eram da US Airways, que foi fundida com a American Airlines há três anos e possuem oito anos de idade média.

A companhia americana também vai aposentar nove Airbus A330-330 —herdados da US Airways — porque são modelos que usam uma linha de turbinas específicas. Esses aviões serão substituídos por unidades Boeing 777-200ERs, que já fazem parte da frota.

A American Airlines vai passar adiante, até o fim de 2018, 23 dos 40 Boeing 767, que têm idade média de 21 anos, mantendo os 17 modelos mais novos na frota.

Embraer 190AR (ERJ-190-100IGW) - American Airlines (1)
Embraer 190AR (ERJ-190-100IGW) – American Airlines / © Alexander Arildsson, em caráter ilustrativo

divider 1

FONTE: Valor Econômico, com informações do Dow Jones Newswires

EDIÇÃO: Cavok

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Oito anos de uso. Ainda podem ser vendidos facilmente.Quanto aos 40 767 com 21 anos, só para empresas Africanas, ou das ex republicas soviéticas.

Comments are closed.