Quatro empresas estão desenvolvendo aeronaves comerciais supersônicas, que poderão levar as pessoas para seus destinos em tempos muito menores que os atuais.

Já se passaram 15 anos desde que o Concorde cruzava o céu voando mais rápido que a velocidade do som. Agora existem novas empresas que trabalham para trazer o transporte supersônico de volta para uso comercial.

A CNBC analisou as empresas que atualmente desenvolvem jatos de passageiros supersônicos:


BOOM SUPERSONIC

Aeronave: Overture
Velocidade de Cruzeiro: Mach 2.2
Primeiro voo programado: 2023

Os fundadores da Boom esperam que seu avião de 55 lugares seja 30% mais eficiente e 30 vezes mais silencioso que o Concorde.

No início de janeiro, a empresa Boom Supersonic, sediada no Colorado, fechou uma rodada de investimentos de US$ 100 milhões para apoiar o desenvolvimento de seu avião comercial que voará em velocidade de Mach 2.2, o Overture. O financiamento total para o Boom agora é de US$ 141 milhões.

A Boom disse que o avião demonstrador supersônico, o XB-1, quebrará a barreira do som em 2019 pela primeira vez e atingirá Mach 2,2 logo depois em testes subseqüentes.


AERION SUPERSONIC

Aerion Son of Concorde.

Aeronave: AS2
Velocidade de Cruzeiro: Mach 1.4
Primeiro voo programado: 2023

A Aerion está desenvolvendo um jato executivo de 12 lugares que tem a capacidade de voar direto de Nova York para São Paulo e Londres para Pequim.

Está planejando desenvolver variantes maiores e mais rápidas do AS2, incluindo modelos comerciais em potencial.

A fase preliminar do projeto deve ser concluída em 2020. A Aerion está trabalhando em parceria com a empresa americana de defesa Lockheed Martin para desenvolver o AS2.

A Lockheed também está trabalhando com a NASA na criação de um avião comercial supersônico mais silencioso chamado X-59 QueSST e está tentando reformular o projeto convencional de uma aeronave de asa fixa para resolver o problema.


SPIKE AEROSPACE

Aeronave: Spike S-512
Velocidade de Cruzeiro: Mach 1.6
Primeiro voo programado: 2023

A Spike Aerospace, com sede em Boston, afirma que o S-512 será a aeronave civil mais veloz disponível.

Está desenvolvendo um jato supersônico silencioso de 12 a 18 pessoas que tem o objetivo de voar sem escalas para Dubai, em quase metade do tempo que atualmente leva uma aeronave subsônica.

Eles estão desenvolvendo o avião de US$ 125 milhões com a ajuda da Greenpoint Technologies e da Siemens.


Mas se o supersônico não for rápido o suficiente… A Boeing está desenvolvendo um modelo de avião hipersônico que foi recentemente apresentado.

BOEING

Aeronave: ainda sem nome definido
Velocidade de Cruzeiro: Mach 5
Primeiro voo programado: ???

Planos hipersônicos viajarão a Mach 5. Cinco vezes a velocidade do som. Isso é mais de 5 mil km/h. O que significa que o avião levaria menos de duas horas para completar a viagem de Sydney a São Francisco. Cerca de duas horas e meia mais rápido que uma aeronave supersônica.


Fonte: Yahoo News

10 COMENTÁRIOS

  1. Mach 5 ? Os passageiros vão usar trajes daqueles espaciais ? Tipo aquele dos pilotos de blackbird ?

    • Esse projeto da Boeing é militar "Son of Blackbird", concorrente do projeto da Lockheed para ocupar o lugar do Blackbird

  2. Nenhum projeto chinês. Jurava que os chineses dominavam a aviação mundial.

    • Desde qdo esses projetos são reais? A Boeing é a que mais tem condições e nem data tem

      • O J20 nunca derrubou uma aeronave, mas vcs acham que é o melhor caça da história.

    • Seja mais cauteloso no deboche quando se trata do MAIOR mercado de aviação do planeta. E é certamente nisso que residirá a força da China numa eventual 'participação' sobre esses voos supersônicos.
      Se, hipoteticamente, o governo chinês proibir um voo supersônico sobre o espaço aéreo do planeta, aposto que mesmo se o projeto não for pro buraco, de uma forma ou outra vai sofrer um revés.
      Nem precisa ser PhD em geopolítica e economia para adivinhar as consequências funestas que um eventual veto do governo chinês sobre voos supersônicos traria ao projeto mesmo que não tivesse a participação de nenhuma empresa do país envolvida.
      Pouco tempo atrás, não tinha um negócio envolvendo a Qualcom, fabricante de chip norte-americana que ia comprar uma empresa europeia e que, durante meses a compra não se concretizava porque estavam esperando um sinal verde do governo chinês, porque sem o aval dos comunistas chineses, essa nova empresa não poderia operar no mercado chinês, daí levando em conta o tamanho da economia chinesa nos dias de hoje, qual serventia iria ter essa aquisição por parte da Qualcom? Bem-vindo ao mundo do século XXI!

      • E desde quando o governo chinês pode exercer poder de veto sobre o espaço aéreo que não seja o seu meu caro “Samuca”? As rotas comerciais mais longas do planeta, aquelas que se beneficiariam do vôo supersônico, passam bem longe da China de modo que os chineses nada podem fazer para impedi-las

      • Errado.

        De acordo com o ranking da IATA, o maior mercado de aviação é o americano. Depois, vem o europeu.

        A recente guerra de embargos foi vencida pelos americanos

  3. Achei engraçado o Overture, "os fundadores" com US$141 milhões vão criar daqui alguns dias uma aeronave 30% melhor que o Concorde, caramba, e a Embraer pegando 49Bi pra fazer uns jatos tradicionais ahaha
    Eu acho que é pirâmide financeira mas se der certo tem que pegar esses fundadores e por na chefia da NASA!!

Comments are closed.