Área na parte inferior da imagem acima, do aeroporto do Campo de Marte, será transformada em parque municipal e vai abrigar um novo museu aeroespacial.

De acordo com o jornal Estadão, o Ministério da Defesa e a Prefeitura de São Paulo chegaram em um acordo no dia 21 de julho para transformar parte do Campo de Marte em um parque municipal, que poderá no futuro abrigar também um museu aeroespacial.

O ministro da defesa Raul Jungmann e o prefeito João Doria, em uma rápida reunião, decidiram criar um parque público municipal em uma área de cerca de 401 mil metros quadrados, cerca 20% da área total, a aproveitando um resquício de mata atlântica que ainda persiste no meio da selva de prédios da capital paulista. De acordo com a prefeitura, os detalhes do projeto serão anunciados no próximo dia 7 de agosto.

O parque será o 3º maior da cidade e deverá receber um novo museu destinado aos apaixonados e interessados por aviação, com parte do acervo que era mantido pela TAM em um museu em São Carlos, o qual fechou suspendeu suas operações no começo de 2016.

No total, o Campo de Marte tem uma área de 2,1 milhões de metros quadrados. Atualmente, 975 mil metros quadrados estão sob a administração da Infraero, onde funciona um aeroporto, e 1,13 milhão de metros quadrados, estão sob a administração do Comando da Aeronáutica, onde funcionam o Hospital da Aeronáutica, o Parque de Material Aeronáutico (PAMA), o Centro Logístico e Subdiretoria de Abastecimento e a Prefeitura da Aeronáutica e uma vila militar.

Parte do acervo do Museu da TAM será possivelmente transferida para o novo museu no Campo de Marte.

A FAB informou que no local ainda continuará operando o aeroporto, o hospital da Aeronáutica e o parque de manutenção (PAMA).

A área do Campo de Marte é alvo de disputa judicial entre o Município e a União desde 1958. A Prefeitura já ganhou a posse no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas o processo ainda está sob análise do Supremo Tribunal Federal (STF).

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Deus permita que o museu "Asas de um sonho" (o Museu da TAM) possa ali ser instalado e o quanto antes!!!! E que o acervo até cresça. E se der para manter o restinho de mata atlântica, não onerar os cofres públicos e manter o Campo de Marte ai será um milagre completo!!!!
    Mas a LATAM, ou Cuetos ou os Amaros – não sei quem é o dono de fato do museu – passariam o acervo? Ou seria uma PPP? Ou continuaria sendo administrado pelos proprietários? Eles já concordaram com a ideia?

    • Se derrubarem aqele monte de arvore eu sou totalmente contra.QUe seja feito o pq ,acho bem legal ,ainda mais com vista para a pista etc…MAs sem mexer na mata atlantica q ali ,está popois pra mim,isso ocorrendo sera um retreocesso

  2. Se não me engano o marginal Kassab, ia destinar a area aos parça das imobiliárias, se não me engano….

  3. Pelo menos desta vez não recomeçaram a viagem na maionese de desativar o aeroporto.

Comments are closed.