A-4R #1A crise que assola a Força Aérea Argentina bateu mais forte e forçou a FAA a colocar os poucos A-4AR no chão.

Argentina-af-FAASegundo o blog Zona Militar, a FAA foi obrigada a retirar de serviço os seus poucos Lockheed Martin A-4AR Fightinghawk que ainda estavam em condições de voo. Esses parcos vetores davam aos argentinos uma capacidade de interceptação, mesmo que subsonicamente. Agora o país dependerá de Pucarás, Pampas e quem sabe, até de velhos T-27 Tucano. E isso ocorre justamente agora, em que o governo argentino autorizou a Lei da Derrubada.

Não é surpresa para ninguém que a FAA vem sofrendo e sendo sistematicamente sucateada desde o fim da Guerra das Falklands. Sem investimentos e manutenção, é só questão de tempo para o ultimo que sair apague a luz.

A-4R #2
Atrito, falta de peças e baixa disponibilidade até para colocar no ar um número mínimo de aeronaves, culminaram na suspensão dos voos dos vetustos Skyhawks argentinos.

Espera-se para breve um plano de reconstrução das forças armadas argentinas, mas qualquer coisa plantada hoje, só dará fruto dentro de uns vinte anos. Lamentavelmente a FAA perdeu três gerações de pilotos e mantenedores com equipamento velho e sucateado.

Que os bons ventos soprem em favor da FAA…

– CAVOK –

Sobre o A-4R

No final dos anos 80, a FAA enfrentava a necessidade urgente de substituir as perdas sofridas durante a guerra e repor as que estavam sendo retiradas por causa da idade avançada. A FAA estudou diferentes possibilidades no mercado e acabou aceitando a proposta dos Estados Unidos para trinta e dois A-4M (monoplace) e quatro OA-4M (biplace) que pertenceram a Marinha dos EUA. A Lockheed-Martin foi responsável pela modernização das aeronaves. Essas aeronaves receberam várias melhorias, dentre estas o uso de HOTAS e a capacidade de operar com o míssil ar-ar AIM-9M Sidewinder.

 

Anúncios

43 COMENTÁRIOS

  1. Decreto de derrubada para inglês(hahahaha) ver! Decreta a derrubada mas não tem com o que derrubar!

      • Super pertinente essa sua resposta, acrescentou tanto a discussão…

          • Ué e não é verdade? O cara decreta que pode abater mas vai abater com o quê?
            E foi um decreto que, segundo a constituição daquele país tem força de lei, mais ou menos um análogo de nossas MPs.
            Fica dificil conversar sobre qualquer coisa com gente que acha que tudo é uma conspiração maligna da esquerda-vemelucha-trabalhadora-boivariana-etc.
            Se eu quisesse discutir politica com você te procuraria em um blog desse assunto!

  2. Enquanto o penúltimo país que opera o caça está com todos no chão, o último investe 100 milhões nele.

    70 milhões para a aquisição
    1 milhão para formação de cada piloto nos EUA
    107 milhões pela modernização

    Um T45 custa 25 milhões e tinha linha aberta até 2009.

  3. 1º, belissima fotos de entrada.

    2º, pena ver uma FA que jah foi uma das mais modernas da America Latina, q provou seu valor em combate e entrou para a historia, estar nesse estado.

    3º, espero sinceramente q esse quadro presente da FAA nao se repita com o Gripen num futuro distante(?)…

  4. Alguns incautos e mal intencionados dirão que a culpa é de Macri quando na verdade esse quadro de penúria é decorrência da terra arrasada em que se encontra a Argentina após 12 anos de Kirchnerismo.

    • perfeito… antes disso, a FAA ainda era melhor que a FAB (não que isso signifique muita coisa)…

  5. Não considero culpa de nenhum governo recente, sendo de direita ou esquerda, no tocante de que tudo que eles tentaram comprar foi vetado pelos ingleses, direta ou indiretamente.

    • Derafaelsrs,

      Isso que vc falou até faz algum sentido, entretanto como justificar o sucateamento dos vetores em operação? Isso nada justifica. O A-4 poderiam estar operacionais, desde que, obviamente, alguém se importasse com isso, o que não houve.

      Desculpe, amigo…. o veto inglês é uma realidade, mas a extensão dos danos causados às FA argentinas é de responsabilidade dos anos de Kirchnerismo. Mesmo depois da guerra das Falklands, quando os ânimos ainda estavam exaltados, a Argentina ainda conseguiu manter boa parte de seus equipamentos em condições operacionais. O tempo passou e não fizeram nada. Manutenção não cai do céu. Basta contratarem a Lockheed Martin que os A-4 retornam à condição de voo. E não creio que o Tio Sam negue, até porque não negou antes, ou que o Reino Unido vete qualquer iniciativa se se manter meia dúzia de jatos na ativa. Não estamos falando de uma grande aquisição militar, mas sim de manter o que já se tem, e nisso o Estado Argentino falhou.

      Sds!

      • Concordo contigo LaMarca mas acredito firmemente que todos os governos que se seguiram ao Galtieri agiram como os governos do Brasil ao fim da nossa ditadura em empoderar o menos possível os militares com medo de um novo golpe e até mesmo medo de uma possível campanha contra eles, os governos, por parte da população.
        Mesmo o FHC quando deu a polêmica declaração sobre o FX teve grande parte da população que o apoiou e duvido que grande parte da população hoje em dia não concorda com o FX-2 assinado pela Dilma pois acha que jato não é necessário.

        • Derafaelsrs,

          Os argentinos tiveram um Estadista na pós-ditadura que foi uma exceção à regra, ele se chamava Raúl Ricardo Alfonsín. Governou para o país de 10 de dezembro de 1983 à 8 de julho de 1989, e não fez caça às bruxas. Mas os argentinos não o valorizaram.

          Quanto ao Brasil, a percepção das pessoas em achar que os jatos não são necessários é perfeitamente compreensível. Ora vejamos, para começo de conversa, se a FAB realmente entendesse que precisa de caças para defender a soberania do país, os F-5 não estariam aí até hoje, e, além disso, não comprariam um projeto na planta para substituí-lo.

          • O Alfonsín quando tentou recuperar o prestígio das FFAAs foi terrivelmente atacado, sendo chamado de imperialista, armamentista e todas aquelas bobagens que a esquerdalha gosta de adjetivar os que não pensam como eles…

                • Sim, eu até comentei nesse artigo, mas não postei por isso, se não eu ia colocar o nome do artigo.

                  O que quero me informar é a respeito disso abaixo:
                  "if Tokyo should look abroad for international collaboration or an aircraft to produce under license."

                  O que eles querem dizer com isso? Afinal, até onde eu saiba, o ATD-X era pra ser algo 100% nacional!

                  Tinha visto a mesma coisa no manicomio, mas não tinha certeza! Apesar que o WIB anda falando umas asneiras…

                • Da mesma forma que muita gente faz análises sobre as possíveis vendas do J-20 chino quando o Politburo Chinês já decidiu que o jacto não será exportado.

                  Isso é p vcs verem o quanto o leitor do Cavok é privilegiado.

            • Exatamente isso! Qualquer um que viesse após a ditadura seria execrado ao tentar investir nos militares e nem se trata de direita e nem esquerda!
              Para convencer a gastar com militares tem que ser muito bom no convencimento da população, duvido o Macri hoje conseguir levantar as forças armadas sem protestos maciços da população.

            • Eles também tiveram um ótimo Ministro da Fazenda, que ao tentar enfrentar os resquícios do Peronismo e da Junta na política econômica do país, foi devidamente escorraçado. Infelizmente, não lembro o nome…

              • Não foi o que dolarizou a economia não né? Ao meu entender dolarizar a economia foi algo muito nocivo aquele país e que ajudou no afundamento que começou na guerra das malvinas.

                • Mas o afundamento já vinha de bem antes… a guerra, inclusive, foi uma distração.

                • Então as causas da penúria hermana não podem ser jogadas só nas costas da Kirchner, pode até parecer que estou querendo defender esquerdistas e tal, mas acredito que uma generalização de qualquer coisa torna a discussão "rasa".
                  Hoje, mesmo sendo PT(espero não ser expulso daqui por falar isso), acredito que a Dilma fez coisas muito erradas sim, mas a conjuntura internacional com a queda do preço das commodities(a do petróleo já está provada que é de maneira artificial, criada pela Arábia saudita para quebrar os produtores de petróleo de xisto americanos e o pré-sal brasileiro) e a do ferro(com a diminuição da procura pelo grande cliente chinês) aliados a alguns erros crassos de má gestão fez que o Brasil passe por esse momento que atravessa agora e infelizmente não vejo como um neo liberal mude o cenário rapidamente pois arrumar a casa com os "ataques" internacionais que o Brasil sofre hoje é complicado!
                  pretendo não discutir politica aqui, como já disse mais cedo ao zeabelardo, mas achei necessário colocar isso!

                • Fatos são fatos:

                  De 1996 a 1999, foram entregues 36 aeronaves A4-AR.

                  Depois vieram De La Rua, Sáa e Duhalde por curtos períodos (1999 a 2003).

                  De 2003 a 2015, os Kirchner abandonaram a FAA.

                  O resto é blá blá blá.

                • O fórum é sobre aviação. Peço desculpe aos editores, mas não gosto quando inverdades são espalhadas.

                  1) Ataque? Não tem ataque nenhum.

                  Preço do Petróleo sobe e desce desde que o mundo é mundo. Não prever isso é burrice. https://infopetro.files.wordpress.com/2013/10/luc

                  2) A esquerda não tem qualquer ideia de como uma economia deve funcionar. A leitura de vcs do mundo é completamente equivocada. O resultado é o que vemos.

                  3) Nelson Barbosa é um idiota.

    • Por que não comprou da China ou da Rússia?

      Não comprou porque não quis.

      • Perfeito, Zeabelardo…

        Opções existem, aliás sempre existiram. Os argies optaram por não fazer nada. Agora é #ACEITAQUEDOIMENOS

        • LaMarca,

          Eu não diria que os argentinos não fizeram nada…

          A aquisição dos A-4M e o programa de modernização que resultou no A-4AR é uma prova de que eles tentaram manter ao menos algum elemento dentro de sua Força Aérea no estado da arte ( ou algo próximo disso )… E a LMAASA foi uma tentativa valida de manter algum parque aeronáutico moderno em solo argentino. O problema é que não houve qualquer incremento significativo partindo daí…

          • Eu concordo, RR, e já tinha citado exatamente este exemplo mais acima. Quando houve vontade de se fazer algo, foi possível. Ocorre que em seguida isso sessou…

      • Pois é…
        O sonho do JF-17 argentino morreu… Pelo ao menos por enquanto!

    • Quanta besteira , comentario com fedor ideologico , nao se prestando para nada , so cogitaram comprar , nao foi boicote ingles que os impediu ,mas foi a falta de grana e pronto !

  6. Pior que nossa situação não vai tão longe da dos argies.

    Os forevis5 são umas porquera, são, mas a uma dúzia que ainda voa serve para "lift" e quando os forevis se aposentarem por falência multipla das peças, só nos restarão o GDA, mas este será só pra nata da fab. Coitado do amx, vai sobrar tudo pra ele.
    Ah no lugar no forevis na Amazônia por ex. vai o ST ^_^

    O que não faz um povo ignorante, um desgoverno comuna retardado mais comandantes covardes, o pior que pra consertar essa destruição causada, vai tempo.

      • pra podermos colher frutos num futuro distante tem que plantar agora, o problema é que a unica coisa acontecendo é a erosão do terreno

      • Lamarca,

        Esse ano vou votar pela primeira vez , vou fazer questão.Em 2018 , o senhor tem algum conselho ? Falando sério , o senhor já viveu muito mais que eu , é muito mais inteligente e um cabra estudado , aqui não é local pra isso , mas talves o senhor me impeça de votar no partido verde!

        • KKKKKKKKKKKKKKKK
          Ainda me chamou de velho, olha só!

          Vote conforme sua consciência, Deivide! Se a proposta te agrada e vc acha viável, é o que importa. Não se deixe influenciar pelos outros.

          • É verdade!

            Que proposta o senhor vai nos oferecer?
            O que vamos ganhar no natal de 2019? Rafale C? F-15SE? F-35A? Quem sabe um T-50? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

            Pensando bem, um Tomcat também não ia mal!
            #Tomcat any time!

            😉

        • Nao me perguntou, mas eu respondo: jamais acredite na sua vida em quem lhe ofereca caminhos mais faceis.

          Todas as coisas boas surgem do esforco.

          Seguindo essa dica vc se livrara da maioria dos pilantras que andam por ai.

    • mas Galileu o presidente que afirmou que não compraria aviõezinhos pra general brincar de guerrinha era neo-liberal-privatizador até a medula.
      O erro do Lula foi não ter levado a sério o compromisso com o Rafale na época, afinal abriu a boca pra falar que compraria tinha que ter honrado o compromisso, nem que fosse pra comprar 10 aviões de prateleira sem ToT.

      • Deveria ter privatizado todas as estatais, assim nao serviriam de pasto para o PT.

        A maior privatizacao do Brasil foi feita pelo PT, que desviou 43 bilhoes da petrobras para o bolso da cumpanherada.

Comments are closed.