Gripen manobra durante passagem baixa. Foto ilustrativa: Dafydd Phillips

O Ministério da Defesa da Armênia teria recebido uma oferta da Saab para compra de oito JAS39 Gripen, conforme noticiado pela Aravot-Armenain News (aravot.am).

A SAAB ofereceu um preço unitário de 55-60 milhões de euros (US$ 62,6 – 68 milhões) para a compra dos caças e disse que a Armênia também poderá obter o Gripen através de um contrato de arrendamento.

A Força Aérea Armênia foi formada pela Armênia independente em 1992, na sequência da dissolução da União Soviética. A Rússia fornece a cobertura aérea do país com MiG-29s sob um tratado de cooperação militar. Desde 2003, o governo armênio tem financiado uma modernização e ampliação da frota aérea, mas até agora sem resultados expressivos.

Não está claro qual é lay-out da atual Força Aérea Armênia, mas consiste em cerca de uma dezena de Su-25s (adquiridos via Eslováquia em 2004), pelo menos quatro L-39s, dez Yak-52s, e vários Mi-2s Mi-8s e Mi-24s. A Força Aérea também utiliza cerca de três Il-76 para transporte pesado e um A319 como aeronave VIP.

Claro, é uma pergunta justa se a Armênia é capaz de comprar equipamentos ocidentais. A Rússia vai colocar pressão política sobre o país para continuar as operações com aviões russos. Fontes extra oficiais informaram em 19 de junho de 2018 que o ministério armênio está negociando com a Rússia sobre a aquisição de um número não especificado de caças Su-30SM.


FONTE: Aravot-Armenain News, via: Scramble – Edição: Cavok

3 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde Senhores!

    Em minha opinião o que está atrapalhando em muito novas vendas ou leasing's dos Gripen é o financiamento que deve ser mais limitado quando se comparado com as ofertas dos EUA, Rússia e até Israel (que deve ter apoio americano por detrás).

    CM

  2. Sejamos claros vai….
    Todo mundo recebeu propostas de Gripen.. aliás o que eu mais vejo é propostas, pedidos de compra mesmo que estão escassos.
    Os amigos levantaram algumas possíveis causas…. quem se arrisca a levantar as outras?