Drone de combate Predator B nas cores da RAAF.

O governo australiano escolheu o Sistema Aéreo Não Tripulado (UAS) MQ-9 Reaper da General Atomics (GA-ASI) como vencedor do Projeto Air 7003 para a Força de Defesa Australiana (ADF). A Real Força Aérea Australiana (RAAF) deve operar uma frota de 12 a 16 drones Reaper.

“Estamos ansiosos para fornecer aos nossas Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPAs) líderes mundiais para atender aos requisitos do Air 7003”, disse Linden Blue, CEO da GA-ASI. “Trabalharemos de perto com os parceiros do Team Reaper Austrália para fornecer uma RPA altamente capaz e acessível para Força de Defesa Australiana (ADF)”, disse o CEO em um comunicado da GA-ASI.

O ADF junta-se a outras forças militares de primeira linha na escolha de uma variante MQ-9 devido ao seu comprovado desempenho de combate multi-funções. Conhecido como a escolha dos ‘operadores’, o MQ-9 faz parte da série de RPAs Predator da GA-ASI, sendo um drone armado de Média-Altitude, Longa-Resistência (MALE) mais confiável e capaz do mundo, e vem de uma família de RPAs, que recentemente ultrapassou a marca de cinco milhões de horas de voo.

Drones MQ-9 Reapers estacionados numa base no Afeganistão.

“Essas novas aeronaves fornecerão maior poder de fogo e apoio de inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR) a uma série de missões”, disse o ministro da Defesa da Austrália, Christopher Pyne, em um comunicado.

A GA-ASI anunciou sua intenção de oferecer um drone MALE à ADF durante a AVALON 2017 – Exposição Internacional Aeroespacial e de Defesa da Austrália – com o lançamento do Team Reaper Australia, um grupo de parceiros da indústria australiana.

Não ficou claro qual a variante da família Reaper a RAAF irá operar, se o existente MQ-9A Reaper usado pela USAF ou o Tipo-Certificável Predador B (comercializado como SkyGuardian), que a USAF designou como o MQ-9B.

Chefe da RAAF, Air Marshal Geoff Brown e sua equipe, avaliam um MQ-9 Reaper durante uma visita ao aeródromo de Kandahar. (Foto: SGT W. Guthrie / 1st Joint Public Affairs Unit)

“O governo vai agora solicitar dados de preços e disponibilidade dos Estados Unidos sobre as variantes Reaper para apoiar futuras tomadas de decisão sobre a aquisição”, disse uma declaração do governo australiano.

Atualmente, a Team Reaper Australia é formada por dez empresas australianas que fornecem uma gama inovadora de sensores, comunicação, fabricação e suporte ao ciclo de vida que incluem Cobham, CAE, Raytheon, Flight Data Systems, TAE Aerospace, Quickstep, AirSpeed, Rockwell Collins Australia, Ultra e SentientVision.

Anúncios