A Austrália continua integrando armas nos seus novos caças F/A-18F Super Hornets. (Foto: MoD Australia)

A Agência de Cooperação de Segurança e Defesa (DSCA) notificou o Congresso dos EUA de uma possível Venda Militar para Países Estrangeiros (FMS) para o Governo da Austrália de até 110 mísseis ar-ar AIM-120C-7 AMRAAM (Advanced Medium-Range Air-to-Air Missiles) e equipamentos, peças, treinamento e apoio logístico relacionado num custo estimado de US$202 milhões.

O Governo Australiano requisitou uma possível venda dos 110 mísseis AMRAAM, 10 AIM-120C-7 Air Vehicle-Instrumented, 16 mísseis de treinamento AIM-120C-7 Captive Air, caixas, equipamento de apoio do sistema de armas, testes, transporte, reparos, garantias, documentações técnicas, treinamento de pessoal, além de toda logística e implantação no local feita pelo pessoal dos EUA.

Vista lateral de como ficará um Super Hornet da Austrália equipado com mísseis AMRAAM.

De acordo com a estratégia de defesa da Austrália, a compra no padrão FMS está relacionada com a integração e colocação em operação dos mísseis AIM-120C-7 nos novos caças F/A-18F Super Hornet da Real Força Aérea da Austrália (RAAF).

Um caça F/A-18A Hornet da RAAF equipado com quatro mísseis ar-ar AIM-120 AMRAAM e quatro mísseis ar-ar de curto alcance ASRAAM, além de dois AIM-7 Sparrow. (Foto: RAAF)

A venda permitirá que a Força de Defesa da Austrália complete seu programa do F/A-18 da RAAF no projeto AIR 5349. A Fase I compreendia a aquisição dos caças F/A-18F Block II e a Fase II a aquisição de armas. A RAAF já utiliza os mísseis ar-ar AIM-120 AMRAAM nos seus caças F/A-18A Hornet, portanto não terá dificuldade na integração dos novos sistemas de armas nos caças Super Hornets.

A principal contratada será a Raytheon Missile System Corporation de Tucson, Arizona. Não haverá acordos de compensações financeiras (offsets) e nem transferência de tecnologia na venda proposta.

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. O "velho" Hornet acima está equipado com Hotshots (Sparrow), não AMRAAMs.

  2. Me surpreende a capacidade que a RAAF adquiriu nos ultimos anos. Se tornando uma força aérea TOP de linha, com as aeronaves mais modernas do mercado. Gostaria que o Governo de país, fizesse o mesmo que os Australianos.

Comments are closed.