Airbus A320neo nas cores da Avianca Colômbia

A Avianca Colômbia cancelou a compra de 17 aeronaves Airbus A320neo de um pedido anterior e adiou as entregas de outras 35 aeronaves do mesmo tipo para manter sua estabilidade financeira pelos próximos três anos.

Com essa renegociação com a fabricante europeia, a transportadora de bandeira colombiana reduzirá seus compromissos financeiros em mais de 2,6 bilhões de dólares e preservará uma posição de caixa de US$ 350 milhões para o período 2020-2022.

Em fevereiro de 2015, a Avianca assinou um memorando de entendimento com a Airbus para 100 aeronaves A320neo para renovar sua frota de corredor único a partir de 2019. As 35 aeronaves, das quais as entregas postergadas seriam entregues de 2020 a 2022.

De acordo com a companhia aérea, esses cancelamentos de pedidos e atrasos na entrega fazem parte de uma nova estratégia que busca migrar de um modelo de crescimento para o de rentabilidade e eficiência operacional.

Nos últimos anos, a Avianca expandiu sua rede com novos destinos em vários países da América do Sul, Estados Unidos e Europa.

A renegociação com a Airbus é o primeiro passo de um ajuste na estrutura da frota da companhia aérea sul-americana, que também inclui as vendas dos antigos jatos Embraer na frota e a transferência da frota da ATR para uma nova subsidiária que atenderá a indústria nacional e o mercado regional na Colômbia.

A Avianca atualmente opera dez Embraer E190, 15 ATR 72 e dois ATR 42.

Segundo a empresa, as rotas que estavam sendo atendidas pelo Embraer E190 serão operadas pelo Airbus A320.

Em 1º de março, o Grupo Avianca anunciou o lançamento de sua nova companhia aérea regional “Express Americas”, para atender com mais eficiência o mercado colombiano, onde inicialmente cobrirá seis rotas domésticas anteriormente operadas pela frota de ATRs da Avianca.

“A negociação com a Airbus é parte do plano de transformação relacionado à simplificação e otimização de nossa frota que iniciamos no ano passado”, disse o CEO da Avianca, Hernán Rincón.

De acordo com Rincón, o princípio da Avianca de operar uma frota jovem de sete anos de idade permanece, em média, assim como o de ter a quantidade e a qualidade de aeronaves necessárias para operar adequadamente sua rede de rotas.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.