Concepção artística do X-37B durante voo em órbita.

O secreto veículo de teste orbital X-37B da Força Aérea atingiu um novo recorde na segunda-feira (26/08).

A nave, que a Força Aérea dos EUA disse que é modelada após o programa X-37 da NASA, passou 717 dias, 20 horas e 42 minutos no espaço na manhã de 26 de agosto – quebrando o último recorde estabelecido pela missão anterior do X-37B.

O avião espacial não tripulado está envolto em segredo e suas missões são classificadas, tão pouco se sabe sobre o trabalho que realiza. De acordo com a Força Aérea dos EUA, a “sonda” foi projetada para “realizar experimentos e testes de tecnologia espacial de longa duração”.

As tecnologias que estariam sendo testadas no programa podem incluir navegação e controle, sistemas de proteção térmica, aviônicos, sistemas de voo eletromecânicos leves, material avançado e voo orbital autônomo, entre outras coisas.

Apesar das informações limitadas, a ex-secretária da Força Aérea Heather Wilson disse em julho no Fórum de Segurança de Aspen que a órbita do veículo dificulta que os adversários detectem onde a espaçonave aparecerá em seguida. Wilson sugeriu que a sonda não tripulada possa modificar sua órbita – uma capacidade que frustra os adversários, disse ela.

“Sabemos que isso os deixa loucos”, disse Wilson. “E estou realmente feliz com isso.”

Os comentários de Wilson vieram logo depois que as fotos que representavam a espaçonave em órbita foram postadas no Twitter em 3 de julho pelo astrônomo holandês Ralf Vandenbergh.

O programa X-37 da NASA foi lançado pela primeira vez em 1999. O programa foi transferido para a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada em Defesa cinco anos depois, e a Força Aérea dos EUA desde então realizou com sucesso quatro missões X-37B, totalizando 2.085 dias em órbita.

A missão mais recente do OTV, conhecida como OTV-5, foi lançada em 7 de setembro de 2017 a partir da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida.


Fonte: Air Force Times

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS