A nova aeronave ATR72-200 da Azul Linhas Aéreas, pintada na cor rosa, sobrevoando os Pirineus, na França. (Foto: ATR) A foto está numa resolução maior, para quem quiser utilizar como papel de parede no computador, bastando para isso clicar na imagem.

A companhia aérea brasileira Azul Linhas Aereas recebeu esta manhã em Toulouse sua nova aeronave ATR 72-200 (PR-AZV) que está pintada na cor rosa, que será utilizada para promover a luta contra o câncer da mama. A aeronave foi recebida numa sugestiva data, 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

Assim como foi feita com uma aeronave Embraer 195, as cores rosas aplicadas na fuselagem do novo ATR 72 simbolizam a luta contra o câncer de mama e promovem a organização sem fins lucrativos FEMAMA, que se dedica a lutar contra a doença. A aeronave será utilizada em rotas regionais pelo Brasil.

A fabricante ATR doará parte do ivenstimento para a Oncopôle, que financia a luta contra o câncer de mama.

Nota do Editor: O site Cavok parabeniza todas as mulheres que encantam e embelezam todos os dias, em qualquer lugar do mundo.

Anúncios

15 COMENTÁRIOS

  1. Aproveito a oportunidade dada pelo site Cavok para também parabenizar todas as mulheres que encantam e embelezam o mundo..

  2. Eu desconheço se a Azul linhas aereas possui mulheres em seu quadro de pilotos pois para abrilhantar mais essa iniciativa durante o tempo em que essa aeronaves estiver voando deveria ser pilotada por uma mulher comandante e tambem uma co-piloto mulher

  3. A família ATR domina o mercado brasileiro de aeronaves de transporte regional, de propulsão turbo-hélice. Até hoje me pergunto o motivo pelo qual a Embraer abandonou este segmento…

    • Com todo respeito aos fãs da Embraer, mas creio que ela abandonou o Bandeirante porque caia todos..

      • O Bandeirante tem como aeronave, um histórico de acidentes desprezível, quando se considera o número de aeronaves produzidas e o montante de horas voadas por cada uma. Foi e ainda é uma aeronave segura.

        • O Brasília sim é uma excelente aeronave e talvez volte a ser fabricado..

    • A Embraer não abandonou o segmento. Ela simplesmente projetou jatos ao invés de turbohélices. Enquanto o combustível era barato, os jatos regionais dominaram o mercado. A família EMB-145, mesmo não estando vendendo muito bem hoje, foi um sucesso de vendas durante muitos anos.

  4. Muito legal,acho a iniciativa da Azul fabulosa,um grande exemplo a ser seguido 🙂

  5. No meu ver podiam adotar a pintura como oficial da empresa , não tenho nenhum preconceito a isso , o ATR-72 ficou lindo .

  6. Mesmo com uma boa quantidade de acidentes o EMB-110 Bandeirante , prestou ótimos serviços a aviação civil do país e ainda presta, além de uma ótima folha de serviço nas forças armadas , e de terem sido vendidos para vários países , a EMBRAER fez o melhor que pode na época .

    • Voei muito Bandeirante..

      Inclusive em uma ocasião deixei a aeronave em um aeroporto e no seguinte ela caiu matando todos a bordo..

      Abs

Comments are closed.