b-52h-ghost-rider-1O bombardeiro B-52H (#61-007) que foi ressucitado, concluiu sua revisão de nove meses e atualizações na base aérea de Tinker e está agora totalmente operacional e se juntou à frota bombardeiro estratégico ativa .

O primeiro B-52H Stratofortress ressucitado do AMARG (Aerospace Maintenance and Regeneration Group) para se juntar à frota de bombardeiros estratégicos ativos decolou no dia 27 de setembro.

O voo histórico do B-52 número de cauda 61-007, conhecido como “Ghost Rider“, marcou o fim de 19 meses de trabalho no grande pássaro de guerra de oito motores e 55 anos de idade. Depois de muitos anos estacionado no deserto do Arizona, ele foi totalmente atualizado e retorna ao serviço com capacidade de ataque nuclear global.

O 76th Aircraft Maintenance Group da base de Tinker entregou o avião 90 dias antes do previsto para o Comando Global de Ataque da Força Aérea. O “Ghost Rider” irá se juntar a 5th Bomb Wing.

b-52h-ghost-rider-4 b-52h-ghost-rider-2 b-52h-ghost-rider-3Ao todo, foram gastas aproximadamente 45.000 horas-homem na restauração do “Ghost Rider”. Pilotos do 10º Esquadrão de teste de voo (10th Flight Test Squadron) voaram o B-52 seis vezes para verificar a funcionalidade dos sistemas e garantir uma aeronave segura e confiável antes de declarar o avião pronto para entrega.

b-52h-ghost-rider-5 b-52h-ghost-rider-6Agora o “Ghost Rider” irá se juntar a outros 75 B-52H Stratofortresses na frota de bombardeiros operacionais da Força Aérea dos EUA.


FONTE: Força Aérea dos EUA – Base Aérea de Tinker

 

Anúncios

20 COMENTÁRIOS

  1. Eles revitazam um B-52 de 55 anos em menos tempo que a Embraer moderniza um A-1. Será por quê? Bah, esqueci que estamos em Banarnia.

      • Tirou as palavras da minha boca( Neste caso, dos meus dedos). Por aqui o governo não paga e quando tem dinheiro prefere investir gastar em coisa estrangeira. Basta olhar o caso do avião de patrulha marítima P-99 desenvolvido pela Embraer. A FAB preferiu gastar no P-3A.

        • o P-99 n tem perfil pra fazer guerra anti-submarina, por algum motivo o méxico o escolheu

  2. Depois reclamam que a gente moderniza os F-5, e este dinossauro com 8 motores.

    • Agente moderniza F5 pra se tornar o principal vetor , em pais serio modernizam um dino para complementar um TIME fantastico de bombers ,com um plantel de B 1 ,B 2 e jaja o B21 !

    • A diferença é que eles não possue só esse dinossauro de 8 motores, que é muito mais útil que o F-Lixo, eles tem B-1B e B-2A, logo logo B-21.

      Já aqui no Brasil, o F-Lixo é o único caça de superioridade aérea que temos, ou melhor, inferioridade aérea.

      • Não dá trela. Comparar o caça de inferioridade aérea com o maior despejador de bombas que a humanidade já viu.

        Em uma única missão, joga todas as bombas que todos os f-5 lançaram na história.

        Patético.

      • kkkkkkkkk, esse aí (o WR) é uma piada pronta

        Pode até ser a do português, mas em russo, pq daí ninguém entende nada, logo as baboseiras que ele escreve não chateiam ninguém.

    • Assim como a Rússia mantém seus Tu-95 em operação, os EUA mantém os seus B-52. E por quê?
      Simples, são ótimas plataformas, e apesar da idade, cumprem muito bem suas funções, tendo muitas vezes, custo operacional atrativo, em comparação a bombardeiros mais modernos. São projetos que resistem ao tempo.
      Diferente do F-5, que sendo um caça, está mais vulnerável a passagem de tempo e atualização técnologica, além de ser um caça já bastante limitado, desde o projeto e concepção.

  3. Magnífico, Giordani!! É sempre gratificante ver aeronaves emblemáticas voltando a cumprir as missões pelas quais foram originalmente projetadas!! E quando se trata do Buff, então…
    O Ghost Rider está tinindo de novo, restaurado e atualizado! Acho que eu vou assistir o Dr.Fantástico novamente…

  4. Detalhe nas fotos é a pintura, não sei ao certo mas me parece aquelas pinturas que reduzem o rcs… Estou certo?

Comments are closed.