O Catar pretende adquirir seis jatos de treinamento Hawk AJT para treinar seus futuros pilotos de Eurofighter.

A BAE Systems revelou um pré-pedido do Catar para 6 exemplares da aeronave de treinamento avançado Hawk Mk165 AJT. O Catar deverá assinar um contrato firme no próximo ano, de acordo com a fabricante de aeronaves britânica. A possível compra dos treinadores segue sua carta de intenção (LOI) para adquirir 24 aviões de combate Eurofighter Typhoon.

A BAE confirmou que está ativamente envolvida na preparação dos pedidos para os 24 caças Eurofighter T3 e os jatos Hawk. A fabricante da aeronave, que em breve deverá reduzir seu pessoal para adaptar a baixa produção do Eurofighter, prepara uma adaptação de suas linhas de montagem para responder às próximas duas encomendas.

No que diz respeito à futura ordem do Catar, a BAE Systems acrescentou que está em negociações com Doha, que – se concluir com êxito – levaria a um contrato para sustentar os empregos relativos aos caças Typhoon.

No entanto, advertiu que “o tempo de futuras encomendas é sempre incerto”. A maior parte da redução de emprego (ou seja, 1.400 funcionários) ocorrerá na área militar da BAE Systems nos próximos três anos.

Os Hawks MK165 estão equipados com um cockpit digital muito próximo dos equipados nos Eurofighter Typhoon que os pilotos cadetes do Catar encontrarão.

Atualmente, a BAE está cumprindo as entregas dos principais pedidos do Typhoon para Royal Air Force (RAF) e para Omã, com o último juntamente com a Arábia Saudita, também contabilizando as encomendas Hawk restantes.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Se a Bae estah em dificuldades, pior seria para a IAI se tivesse apostado no Lavi.

    E ainda tem maluco que acha que o Brasil vai fabricar cacas.

Comments are closed.