O novo chamariz sendo rebocado por um F/A-18 Super Hornet.

A BAE Systems anunciou um contrato de US$ 36,7 milhões com a Marinha dos EUA para desenvolver e demonstrar um alvo chamariz rebocado com fibra óptica (FOTD) para proteger aeronaves e pilotos contra ameaças avançadas.

Os FOTDs da BAE Systems são sistemas de contramedida de radiofrequência que fornecem recursos robustos de autoproteção para qualquer aeronave, incluindo caças, bombardeiros e aviões de transportes. O trabalho de desenvolvimento do Dual Band Decoy da empresa visa expandir os recursos do seu AN/ALE-55 FOTD, comprovado em combate.

“Nossos chamarizes rebocados permitem que os pilotos executem missões no espaço aéreo altamente contestado”, disse Tom McCarthy, diretor do programa de chamarizes dual band da BAE Systems. “O ALE-55 FOTD é um sistema de interferência confiável e de alta potência, com anos de sucesso em missões no F/A-18E/F e extensos testes de voo em uma variedade de aeronaves. Sob esse novo contrato de Dual Band Decoy, nosso foco será o desempenho comprovado do ALE-55 para derrotar as ameaças futuras.”

AN/ALE-55 FOTD

O papel principal do chamariz é proteger o combatente, atraindo os mísseis e afastando a ameaça da aeronave. O chamariz também combina técnicas que perturbam o radar dos adversários, impedindo a ocorrência de lançamento de mísseis. Assim como o ALE-55 FOTD, o Dual Band Decoy fará interface com equipamentos de guerra eletrônica a bordo (EW), mas também pode operar de forma independente, aumentando sua eficácia contra ameaças atuais e futuras.

A BAE Systems comemorou recentemente a produção de sua 3.000ª unidade ALE-55 FOTD – um marco que se baseia na liderança e força técnica da empresa em EW. O trabalho de engenharia de Dual Band Decoy será realizado nas instalações da empresa em Nashua, New Hampshire e alavancará as tecnologias e os conhecimentos existentes da empresa.

Anúncios