A aeronave B737 MAX 9 deverá voar pela primeira vez em abril desse ano. (Foto: Boeing)

A Boeing anunciou na terça-feira (14) que planeja voar com sua nova aeronave 737 MAX-9 pela primeira vez em abril, mais um sinal de que a empresa começará a entregar a grande versão do avião da família MAX em 2018.

O primeiro Boeing 737 MAX 9 na linha de montagem em Seattle.

A entrega dos modelos 737 MAX de corredor único, que substituem os atuais 737 “NG” introduzidos em 1997, é crucial para a Boeing atingir os objetivos financeiros que prometeu aos investidores e para compensar a desaceleração da produção de alguns de seus maiores jatos, como o 777 e 747. As linhas aéreas querem o MAX porque queima significativamente menos combustível do que os modelos atuais.

A maior fabricante de aviões do mundo está criando até cinco versões do MAX, enquanto planeja aumentar a produção do tipo para 57 aviões por mês em 2019, de 42 por mês atualmente.

O primeiro modelo MAX em produção, conhecido como o MAX-8, está em vias de chegar aos clientes em meados desse ano.

A aeronave Boeing 737 MAX 8 está próxima de obter a certificação pela FAA.

“Estamos antecipando nossa certificação do avião em questão de dias-semanas”, disse Keith Leverkuhn, gerente-geral do 737, em uma sessão de segunda-feira que foi divulgada na terça-feira.

O carimbo de aprovação da Administração Federal de Aviação (FAA) dos EUA ocorreria cerca de um ano após o primeiro voo do MAX-8 e permitiria à Boeing começar a entregar o jato de 110 milhões de dólares, com 162 lugares no segundo trimestre, disse ele.

Família de aeronaves MAX da Boeing.

As entregas desencadeiam a maior parte dos pagamentos das companhias aéreas. A Norwegian Air Shuttle será uma das primeiras companhias aéreas a voar o avião comercialmente, provavelmente à frente da cliente de lançamento Southwest Airlines, que foi a primeira a encomendar o MAX, mas está levando mais tempo para colocá-lo em serviço.

Fonte: Reuters

SEM COMENTÁRIOS