Boeing 737 MAX receberá atualização de software para fornecer mais controle aos pilotos.

A Boeing informou na quarta-feira que havia reprogramado o software em seu 737 MAX para impedir que dados errados acionassem um sistema anti-estol que está enfrentando um escrutínio crescente após dois acidentes fatais nos últimos cinco meses.

A fabricante afirmou que o sistema anti-estos, conhecido como MCAS, que acredita-se que repetidamente forçou a queda do nariz em pelo menos um dos acidentes, na Indonésia em outubro passado, só ocorreria uma vez por evento após sentir um problema, dando aos pilotos mais controle.

O MCAS (Maneuvering Characteristics Augmentation System) tem estado sob o foco durante as investigações das falhas mortais com aeronaves 737 MAX da Lion Air e da Ethiopian Airlines.

O Chefe Executivo da Ethiopian confirmou o papel do MCAS no acidente do voo ET 302. Na configuração anterior, um sensor poderia ser suficiente para ativar o sensor MCAS e não permitiria que os pilotos recuperassem os controles de voo.

Parte da atualização está centrada no MCAS. (Foto: Stephen Brashear / Getty Images / AFP)

Na nova configuração, haverá uma mensagem de aviso rotulada “AOA disagree (discordar)”, indicando que os dois sensores estão gerando dados que variam por uma margem excessiva.

“Estamos trabalhando com afinco e em estreita colaboração com a FAA na atualização de software. Estamos adotando uma abordagem abrangente e cuidadosa para projetar, desenvolver e testar o software que acabará levando à certificação ”, disse a fabricante em um comunicado.

Ele também será desativado se dois sensores de fluxo de ar que medem os principais dados de voo oferecerem leituras muito diferentes, disse a Boeing, confirmando detalhes divulgados na terça-feira.

“Vamos fazer tudo o que pudermos para garantir que acidentes como esse nunca mais aconteçam”, disse Mike Sinnett, vice-presidente de estratégia de produtos e desenvolvimento de aviões do futuro, a repórteres na quarta-feira em uma instalação da Boeing perto de Seattle.

A atualização requer a aprovação da FAA antes de ser implementada.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. A Boeing está gastando uma grana preta para resolver esse problema. Ações na bolsa caindo …. é realmente o momento é delicado. A Airbus por sua vez está lucrando com isso, infelizmente.

Comments are closed.