O F/A-18F Super Hornet Block III em imagem conceitual. (Foto: Boeing)

A fabricante aeroespacial norte-americana Boeing divulgou uma imagem conceitual do futuro caça F/A-18 Super Hornet Block III durante o Sea-Air-Space 2019, a maior exposição naval nos EUA. E as primeiras aeronaves devem ser entregues para Marinha dos EUA este ano.

Os primeiros sete caças F/A-18E/F Super Hornet Block II foram introduzidos na modernização da vida útil (Service Life Modernization – SLM) nas instalações da Boeing em St. Louis, Missouri, enquanto no mês que vem as instalações da empresa em San Antonino irão atualizar o primeiro Super Hornet.

O F/A-18 Super Hornet Block III é a mais nova aeronave tática de alta capacidade, acessível e disponível no inventário da Marinha dos EUA. O Super Hornet é a espinha dorsal da ala aérea embarcada da Marinha dos EUA agora e nas próximas décadas.

A configuração Block III adiciona atualizações de capacidade que incluem capacidade de rede aprimorada, maior alcance, assinatura de radar reduzida, um sistema avançado de cockpit e um sistema de comunicação aprimorado.

“O foco inicial deste programa irá prolongar a vida útil da frota de 6.000 para 10.000 horas de voo”, disse Mark Sears, diretor do programa de modificação das aeronaves. “Mas o SLM se expandirá para incluir a conversão do Bloco II para o Bloco III, manutenção e redefinição de sistemas e tarefas de manutenção em nível de depósito, projetadas para oferecer uma aeronave mais sustentável, com vida útil prolongada e mais capacidade. Cada um desses jatos voará por mais 10 a 15 anos, portanto, torná-los uma aeronave de última geração é fundamental”.

O Super Hornet Block III possui tanques de combustível conformais sobre a asa, liberando dois pontos para mais armas. A nova versão também será equipada com o Distributed Targeting Processor-Networked (DTP-N), que incorpora a Tactical Targeting Network Technology e produz uma imagem operacional conjunta. O sensor de Busca e Rastreamento por Infravermelho do Block II será instalado em um pod na linha central. Com algum revestimento adicional aplicado, o Bloco III terá uma seção transversal de radar menor e contará com o Sistema Avançado de Cockpit, com uma grande tela WAD.

A Boeing planeja processar 40 Super Hornets por ano através dos sites SLM, com produção até 2033.

Com um contrato de três anos assinado em março de 2019 para 78 F/A-18 Super Hornets Block III, a Boeing terá um papel vital nos esforços de modernização da frota da Marinha dos EUA.

Dois Super Hornets selecionados pela Boeing para serem os jatos de teste do programa Block III foram introduzidos na fábrica e estarão prontos para entrega à Marinha dos EUA no final do ano.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.