A Boeing vai iniciar o estudo para converter os nvoso Super Hornets para os Blue Angels.
A Boeing vai iniciar o estudo para converter os nvoso Super Hornets para os Blue Angels.

O Naval Air Systems Command (NAVAIR) concedeu a Boeing um contrato avaliado em US$ 12,1 milhões para uma proposta de alteração de engenharia para a conversão do Esquadrão de Demonstração Aérea da Marinha dos EUA “Blue Angels” para os novos aviões F-18E Super Hornet.

Concepção artística de dois Super Hornets nas cores dos Blue Angels.
Concepção artística de dois Super Hornets nas cores dos Blue Angels.

O contrato inicial assinado no dia 25 prevê o estudo inicial para essa conversão dos Hornets C/D “legados” atualmente em operação com o esquadrão. Dentre as modificações previstas para o Super Hornet está a instalação de um sistema de fumaça que libera óleo no escape do motor do jato. De acordo com a NAVAIR, Boeing é “a única fonte com o conhecimento, experiência e pessoal no local necessário” para realizar as modificações necessárias.

Assim como aconteceu com a nossa Esquadrilha da Fumaça no Brasil, a Marinha dos EUA também está com dificuldade de encontrar aeronaves da versão em uso atualmente para colocar nas demonstrações, já que as aeronaves são muito exigidas durante o ano de apresentações aéreas.

Atualmente os Blue Angels utilizam 8 aeronaves F-18C/D Hornets.
Atualmente os Blue Angels utilizam 8 aeronaves F-18C/D Hornets.

Os Blue Angels começaram a utilizar os 8 jatos F/A-18A em 1986, e substituíram com modelos C e D em 2010. A decisão de migrar para os novos Super Hornets fabricados pela Boeing foi tomada em dezembro de 2015.

O trabalho será realizado em St. Louis, Missouri (82,8 por cento); e em El Segundo, Califórnia (17,2 por cento), e está previsto para ser concluído em setembro de 2017, sobre o contrato CR-141-16.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS