B-36 #1Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, os bombardeiros passaram por rápida evolução: do tipo propulsionado por motor a pistão, que lançava bombas em queda livre, até o modelo supersônico de alto desempenho, equipado com armas nucleares.

O avião de maior envergadura já construído, o Convair B-36 Peacemaker, foi projetado em 1941 como bombardeiro de longo alcance, capaz de atacar a Alemanha nazista em viagens de ida-e-volta a partir dos Estados Unidos.

A colossal tarefa de criação do B-36 adiou-se pela necessidade de desenvolvimento dos Consolidated B-24 e B-32; assim o protótipo só voou em 8 de agosto a e 1946. De configuração inédita, o B-36 tinha, montados no coração de sua gigantesca asa, seis enormes motores que acionavam grandes hélices propulsoras. A fuselagem tubular alojava tripulação de quinze homens em compartimentos pressurizados no nariz, à frente das asas e na cauda. Um pequeno veículo transportava a tripulação por um túnel pressurizado que ligava as cabinas, enquanto tubos pressurizados davam acesso aos compartimentos dos motores.

B-36 #4As entregas desse avião para o recém formado SAC (Strategic Air Command, Comando Aéreo Estratégico) da Força Aérea dos Estados Unidos começaram no final de 1947. A partir de 1950, a altitude e a velocidade foram aumentadas pela adição de quatro turbojatos em casulos sob a parte externa das asas. As missões poderiam durar até 50 horas, sem reabastecimento em voo.

Esquadrilhas completas desses aviões tinham bases na Grã-Bretanha, em Marrocos, em Guam e em outras regiões, bem como nos Estados Unidos, até fevereiro de 1959. Não chegaram a participar de qualquer missão de ataque real.


Características

Tipo: Bombardeiro superpesado de longo alcance.

Propulsão: Seis motores Pratt & Whitney R-4360-53 Wasp Major, com pistão radial de 28 cilindros, de 3.800 hp e quatro turbojatos General Electric J47-GE-19 com 2.359 kg de empuxo.

Desempenho: Velocidade máxima, 661 km/h a 11.095 m; altitude sobre o alvo, até 12.160 m; alcance (com carga de bombas de 4.990 kg), 10.944 km.

Pesos: Vazio, 77.581 kg; máximo, 185.976 kg.

Dimensões: Envergadura, 70,10 m; comprimento, 49,40 m; altura, 14,23 m; área alar, 443,3 m².

Armamento: Dezesseis canhões de 20 mm, em seis torres blindadas retráteis e nas torres do nariz e da cauda; carga de bombas, até 39.010 kg.


FONTE: Máquinas de Guerra


Próximo: Bombardeiros do-pós-guerra: North American B-45 Tornado

Anterior: Bombardeiros do pós-guerra: Boeing B-29/B-50

Anúncios

6 COMENTÁRIOS

  1. Belo avião, com um nome que encerra muitos significados… Peacemaker.

  2. Excelente matéria, Giordani. Muito boas as fotos.

    O trabalho por trás desse bruto é realmente impressionante.

  3. Esse aparelho foi um colossal desperdício de dinheiro. Estava obsoleto no dia que entrou em serviço, tanto que lhe adicionaram 4 motores a jato no intuito de aumentar sua velocidade. Ainda tentaram desenvolver uma versão a jato, o YB-60, mas o YB-52 era muito melhor.

Comments are closed.