maxresdefault 765x510 600x355 - Bombardeiros russos deixam base do Irã
Bombardeiros russos Tu-22M3 deixaram a base aérea no Irã e retornaram para a Rússia.

Os bombardeiros Tu-22M3 da Força Aérea russa deixaram a base no Irã, de onde eles na semana passada bombardearam alvos terroristas na Síria. Moscou e Teerã disseram que a implementação havia alcançado os seus objetivos e as aeronaves já retornaram para Rússia.

“Os aviões russos que realizaram missões a partir da Base Aérea de Hamadan, no Irã, contra alvos terroristas na Síria concluíram com êxito as suas tarefas. Os aviões de guerra atualmente voltaram para Federação Russa”, disse nessa segunda-feira o porta-voz do Ministério da Defesa russo Igor Konashenkov.

57b92fcec3618899768b4572 600x333 - Bombardeiros russos deixam base do Irã
Os bombardeiros russos realizaram ataques a posições do Estado Islâmico na Síria. (Foto: Marina Lisceva)

Ele acrescentou que outras implementações do exército russo no Irã “serão baseadas em acordos mútuos na luta contra o terrorismo e, dependendo dos desenvolvimentos na Síria”.

O porta-voz do Ministério do Exterior do Irã confirmou o resultado.

“Eles realizaram [a operação] e concluíram, por enquanto,” disse Bahram Qasemi, citado pela agência de notícias Tasnim.

Mais cedo, o ministro da Defesa iraniano Hossein Dehghan disse que a implantação russa era temporária, mas iria durar “enquanto fosse necessária”.

A implantação inesperada na última semana de bombardeiros estratégicos Tu-22M3 e caças bombardeiros Su-34 foi criticada pela Casa Branca, que chamou de “infeliz” e especulou que poderia ter violado uma resolução do Conselho de Segurança da ONU que proíbe a transferência de aviões de combate para o Irã.

Moscou rejeitou a ideia, em várias ocasiões, com o Ministério da Defesa na segunda-feira reafirmando que era uma missão anti-terrorismo, e não um contrato de venda de armas.

“No caso da utilização do território iraniano por aviões militares russos, devemos proceder a partir do anexo a Resolução 2231 [Conselho de Segurança das Nações Unidas], que estabelece medidas de regulação de fornecimento de armas ao Irã. Neste caso, não estamos falando sobre o fornecimento de armas ou vendas”, disse Mikhail Ulyanov, chefe do departamento de controle de não-proliferação de armas junto ao ministério.

Tu 22M3 Russian Bomber - Bombardeiros russos deixam base do Irã
Bombardeiros estratégicos russos Tu-22M3 Backfire. (Foto: Ministério de Defesa da Rússia)

De acordo com Ulyanov, era um acordo bilateral sobre o uso do campo de aviação iraniano por aviões russos e “sem a aprovação do Conselho de Segurança das Nações Unidas pois tal operação é necessária por definição.”

Rússia e Irã apoiam o governo sírio na sua luta contra grupos islâmicos como o Estado Islâmico (ISIS / ISIL) e a Frente al-Nusra.

Fonte: RT News

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Novamente, os EUA criando confusão no OM ao tentar barrar a ajuda ao regime sírio por parte de russos e iranianos.

  2. Quanto "mimimimimi" da Casa Branca! Deve ter um departamento lá dentro especializado em gerar críticas.

  3. os iranianos n gostaram dos russos terem divulgado as operaçoes a partir do iran

Comments are closed.